Ana Bola “Sem Filtro” soltou gargalhadas em Sesimbra

Ana Bola apresentou-se este sábado, dia 09 de Abril, com o seu monólogo,” Sem Filtro”, no Cineteatro Municipal João Mota, em Sesimbra.

 

Este monólogo aborda, com muita inteligência e acutilância, a sua observação pessoal do mundo. “Ana Bola Sem Filtro” tem deliciado a crítica e o grande público.

 

 

O teatro sesimbrense esteve cheio para assistir à comediante ,mesmo em noite de jogo de futebol (neste caso dois). O espectáculo começou pontualmente às 21:30 e teve a duração de oitenta minutos.

 

 

Durante todo este tempo, a actriz que tem quarenta anos de carreira, falou sobre os problemas na profissão. A base deste espectáculo é a ida a um casting, uma realidade cada vez mais comum em Portugal. Neste casting teve que enfrentar diversas provas que um produtor, voz de Manuel Marques, ditava. Os restantes voz-off são de Alexandra Rosa e Júlio Isidro.

 

 

Continuando a falar sobre televisão… alguns programas, bem conhecidos, são referidos. Começamos com o “Achas que sabes dançar”. Ana Bola dançou com um boneco insuflável, para deliciar o público. Depois cantou, em playback (algo que conhece bem) numa imitação de Luciano Pavaroti, um travesti (a última imitação masculina que fez no DDT foi de José Cid, na altura da tomada de posse do novo presidente da república). Até passou pela “Quinta das Celebridades” e o seu confessionário, onde confessou algumas coisas da sua vida pessoal. Em algumas das situações oferece “panos encharcados na tromba de alguém” e fala no “coiso ministro” que acabou com o programa “Estado de Graça”.

 

 

Ana Bola confronta-se com a falta de trabalho( na peça), apesar de continuar activamente em busca dele. E é sobre isso que fala aqui, em monólogo bem-disposto e sem filtros. Sobre isso e sobre “uma realidade gritante” que a actriz diz traduzir-se na “total falta de respeito pela arte, pelos artistas e pelo trabalho sério, que é substituído por atentados ao talento e à experiência”. Frequentemente os verdadeiros talentos são substituídos por verdadeiros atentados ao talento (barbies com silicone e loubotins de sola pintada de vermelho), resta muitas vezes aos nossos talentos uma participação por simpatia em “programazitos”. Ana Bola critica mas sempre com humor, como é seu apanágio, e se há mulher que pode fazê-lo é ela!

 

 

Ana Bola é presença frequente nos ecrãs nacionais e alcançou a fama ao lado de Herman José. Como veterana comediante já se dedicou à música ( fez parte de dois festivais da canção com Paulo de Carvalho e fez parte do coro do Carlos Paião); televisão; teatro( é autora das peças “Avalanche” e “Celadon”) e chegou a escrever um livro “Absolutamente Tias”, em nome da personagem Pureza Teixeira da Cunha.

 

 

Pode ser vista, actualmente, no programa da RTP,” Donos Disto Tudo”. Aliás, enquanto estava no palco do teatro sesimbrense, a humorista podia ser vista no programa do canal do estado. “Ana Bola Sem Filtro” está em digressão, desde 2015, por todo o país. Os próximos espectáculos acontecem a 16 Abril no Cine Granadeiro, em Grândola e a 30 Abril na Casa das Artes de Felgueiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.