Arquitectura japonesa contemporânea no Museu do Oriente com a exposição “Parallel Nippon”

De 5 a 28 de Agosto, no Museu do Oriente, a exposição Parallel Nippon traça o panorama sociocultural do Japão na década de 1996-2006, através de 102 projectos de arquitectura. Realizados em solo japonês ou concebidos por arquitectos japoneses durante este período contam-se, entre estes, trabalhos de nomes consagrados como Toyo Ito, Shigeru Ban, Kazuyo Sejima e Ryue Nishizawa ou Kenzo Tange, vencedores do prémio Pritzker de Arquitectura, ou ainda, Sou Fujimoto.

Apresentados através de maquetas, plantas e fotografias, os projectos dividem-se em quatro secções temáticas – Cidade, Vida, Cultura e Habitação. As tipologias e escalas são diversas, do monumental ao íntimo, do cosmopolita ao comunitário: infra-estruturas urbanas como aeroportos e estações de metro, hospitais, universidades, fábricas, sedes de empresas, museus, bibliotecas, casas particulares, jardins ou locais de culto.

 

 

Parallel Nippon reflecte sobre o período de transição entre séculos e as transformações de fundo que se operaram no Japão, não só no plano económico como também ao nível das agendas culturais e de governação regional. Estas dinâmicas traduziram-se em novas soluções arquitectónicas, em termos de escala, lógica de utilização, integração de tecnologias, relação com a envolvente ou forte identidade local.

 

 

Para ver, projectos emblemáticos como o centro de reabilitação psiquiátrica infantil de Sou Fujimoto (2006), construído em função de uma vivência comunitária; a Mediateca de Sendai de Toyo Ito (2000), cuja transparência e comunicação entre pisos expressa o livre fluxo da informação contemporânea; ou ainda o Museu de Arte Contemporânea do século XXI, Kanazawa (2004), da dupla Kazuyo Sejima e Ryue Nishizawa (SANAA), cuja planta circular e galerias rectangulares libertam os visitantes de um percurso rígido ou pré-determinado. Também, oito peças de origami arquitectónico, que ilustram a tradição japonesa de construção de formas de elevado rigor técnico e sentido estético.  

 

 

“Parallel Nippon – Arquitectura Japonesa Contemporânea 1996-2006” é uma co-organização da Embaixada do Japão e da Japan Foundation.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6700 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.