‘Barracada’ impossibilita espectáculo de recortadores na Chamusca

 

 

 

Realizar-se-ia ontem, na Praça de Touros da Chamusca, um concurso de recortadores.

Contudo estalou a polémica.

Na redes sociais, o Município da Chamusca e a Associação Eh!Toiro fizeram duas comunicações.

Primeiro o Município: “Face aos acontecimentos desta tarde no espetáculo de recortadores na praça de touros, o Município da Chamusca informa que a organização do mesmo é da responsabilidade exclusiva da Arte Lusa e da Associação Eh!Toiro, não tendo assumido qualquer responsabilidade na organização do evento. O Município da Chamusca sempre honrou os seus compromissos e sempre apoiou a tradição taurina no concelho, como parte importante do seu património cultural”.

COMUNICADOFace aos acontecimentos desta tarde no espetáculo de recortadores na praça de touros, o Município da…

Publicado por Município da Chamusca em Sábado, 5 de outubro de 2019

Posteriormente, a associação escreveu que “O evento musical que se iria realizar após o Concurso dos recortadores foi cancelado. Posteriormente sairá um Comunicado Oficial tendo em conta os acontecimentos desta tarde. Associação Eh! Toiro”.

O evento musical que se iria realizar após o Concurso dos recortadores foi cancelado.Posteriormente sairá um Comunicado Oficial tendo em conta os acontecimentos desta tarde. Associação Eh! Toiro

Publicado por Eh Toiro – Chamusca em Sábado, 5 de outubro de 2019

Já a proprietária do tauródromo, a Misericórdia da Chamusca, também tomou posição pública. “Face aos lamentáveis acontecimentos que tiveram lugar, hoje, durante o espetáculo de recortadores, na Praça de Touros da Chamusca, a Santa Casa da Misericórdia, faz saber que é totalmente alheia à organização do referido espectáculo, sendo este da única e exclusiva responsabilidade da Associação Eh! Toiro e Arte Lusa. É triste perceber que tais acontecimentos possam ter ocorrido na nossa Centenária Praça de Touros, demonstrando uma total falta de respeito pelo trabalho que tem vindo a ser feito ao longo deste último ano”.

Comunicado da Santa Casa da Misericórdia da Chamusca

Publicado por 100 Anos da Praça de Touros da Chamusca em Sábado, 5 de outubro de 2019

 

Segundo o Jornal O Mirante, este cancelamento deveu-se a alegados desentendimentos entre a empresa promotora e os proprietários dos touros (anunciava-se touros de Gonçalo Cabaço) que iriam sair à arena da praça ribatejana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.