arrowarrow


Flávio Gil regressou esta quarta-feira, dia 06 de Abril, ao Bartô para uma noite de fados, que o artista com desenvoltura e inteligência conseguiu transformar numa noite de partilha e afectos, entre si, os amigos que estavam na sala e público em geral.

 

Flávio Gil não é fadista mas tem a sabedoria suficiente para saber interpretar correctamente o fado. A sua experiencia enquanto actor permite-lhe no fado dar vida às palavras dos poetas. Pois sente o que canta. E o Fado antes de se cantar tem que se sentir.

 

 

Flávio Gil canta fado há alguns anos, incentivado por Maria Helena Nunes, o artista tomou-lhe o gosto e de quando em vez deleita os seus seguidores ao som da canção nacional. Ontem foi uma dessas noites. Começou nervoso e com a voz pouco firme mas rapidamente subiu o nível e mostrou toda a sua qualidade. Viajando pelo fado tradicional teve consigo dois instrumentistas de qualidade superior, David Ribeiro na guitarra portuguesa e Tiago Silva na viola.

 

 

Após interpretar o Fado Licas, com letra de Mário Rainho, para quem pediu palmas, Flávio conseguiu no tema seguinte colocar pela primeira vez a assistência a cantarolar. Estávamos no quarto fado e dava-se por encerrada a primeira de muitas partes desta noite longa temperada com o melhor da alma lusitana.

 

 

Na segunda parte aconteceu o “momento da noite”. Flávio convidou alguns dos presentes para cantar o Fado e podemos então ouvir Jorge Aguiar, Maria Helena Nunes, Linda Mónica, João Silva, Vítor Castelo e Mário Rainho.

 

 

Maria Helena Nunes foi poderosa nas suas interpretações. Uma voz tipicamente bairrista que abarca em si a alma e sentimento do fado. Sem florear, apenas sentido e cantando a música representativa de um povo. Maria Helena Nunes que foi vencedora da Grande Noite do Fado em 1982, no Coliseu dos Recreios. Actualmente desenvolve um trabalho bastante meritório em que dá aulas de Fado a idosos na Junta de Freguesia de Alcântara, num projecto que tem como principal objectivo dinamizar a vida destas pessoas. Uma vez por mês leva o Fado ao Mercado de Alcântara, chegando a ter plateias com mais de 500 pessoas para ouvi-la a si e aos idosos a quem ensina o Fado.

 

 

Que Mário Rainho é um excelente letrista e autor de textos que foram (e são) verdadeiros sucessos no fado e teatro de revista já é sabido de todos. Ontem mostrou que canta o Fado de forma impar. Viajar nas letras por si cantadas e ou escritas é aprendermos a dar dimensão às palavras.

 

 

Flávio Gil interpretou ainda mais alguns temas e já a um nível elevado, era acarinhado por uma sala completamente cheia que foi ficando vazia perto da meia-noite, curiosamente na melhor fase desta noite de fados.

 

 

Flávio e os instrumentistas saíram de palco e juntaram-se ao público nas mesas. Mário Rainho, Vítor Castelo e Maria Helena Nunes iam desfiando memórias e fados. O público em redor deixava-se levar num momento intimista onde o Fado aconteceu.

 

 

Há “espectáculos” que atingem uma naturalidade e genuinidade tal que se tornam simplesmente mágicos. Uma noite de fados é um desses casos. Flávio Gil ontem conseguiu. Os instrumentistas estiveram em noite de franca inspiração, os convidados acrescentaram valor, a uma noite já de si valiosa. Para a alma!

 

 

A cada primeira quarta-feira do mês, o Bartô no Chapitô recebe uma noite de fados com Flávio Gil.

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6331 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.