Bebel Gilberto esteve em concerto esta 3a feira no Tivoli em Lisboa. Um espectáculo de ambiente intimista, com a artista a ser acompanhada apenas pela guitarra acústica de Guilherme Monteiro. Aparentava um concerto para amigos, a cantora manteve uma estreita comunicação com a sala do principio ao fim, confessando o seu amor por Lisboa e Portugal.

Passando com facilidade do português ao inglês, Bebel, que viveu 20 anos em New York, onde nasceu, fez-nos passear por canções clássicas da bossa nova como “Bananeira” e “Baby”, canções próprias: “Mais feliz”, “Momentos” e também covers: “Just One of Those Things”, “Harvest Moon” (Neil Young). Aproveitou a ocasião para homenagear as duas grandes vozes da bossa nova que lhe deram vida: o pai João Gilberto e a mãe, Miúcha Buarque. O seu diálogo com a guitarra foi brilhante, atrevido e festivo. Tudo na mesma chave jazz que faz o seu estilo charmoso e envolvente.

Muito elegante, Bebel escolheu um look glamouroso e subtil com um top prateado de costas nuas e mangas largas, a condizer com umas amplas calças pretas que sublinhavam os seus passos de dança.

Com quase 53 anos e 30 de carreira a cantora prepara um novo disco, todo em português, que diz ser “bem electrónico, meio moody [temperamental]. Falo muito de amor, com aquela coisa melancólica do teclado”. “Este disco tem uma vibe de filme antigo, uma coisa meio noir.” disse numa entrevista recente a Folha de São Paulo.

 

 

Texto: Antoaneta Roman
Fotografias: Miguel Louro Costa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.