Se há um nome que rima hoje de forma perfeita com bossa nova esse é, sem dúvida, o de Bebel Gilberto. A cantora leva já mais de 30 anos de carreira, tendo assinado o seu primeiro registo homónimo em 1986. Mas no final dos anos 90, a explosão electrónica associada ao conceito modernista de “lounge” abriu-lhe um espaço novo que veio preencher com o hoje clássico “Tanto Tempo”, lançado em 2000.

 

 

Desde então, Bebel tem coleccionado aplausos por todo o mundo, do Japão à Europa e Estados Unidos, foi distinguida com várias nomeações para os prestigiados Grammy, participou na famosa série Red Hot + Rio e colaborou com importantes artistas além de ter gravado para históricas etiquetas de jazz como a Verve.

 

Agora, Bebel Gilberto regressa a Portugal para um espectáculo intimista. Acompanhada pelo guitarrista Guilherme Monteiro, Bebel promete não apenas revisitar os mais altos momentos da sua brilhante carreira, mas também antecipar algumas das pérolas que tem reservadas para o seu próximo álbum.

 

Voz e violão, a base eterna da bossa nova por uma das suas maiores embaixadoras no mundo. Actua a 8 de Abril na Casa da Música, no Porto, e a 9 de Abril no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.