Billy Bragg, The Unthanks e The Comet is Coming confirmados no FMM Sines 2016

As primeiras confirmações do FMM Sines – Festival Músicas do Mundo 2016, que se realiza entre 22 e 30 de Julho em Porto Covo e Sines, chegam de Inglaterra: Billy Bragg, um dos cantautores mais incisivos dos últimos quarenta anos, The Unthanks, um dos grupos mais reconhecidos da folk britânica do século XXI, e The Comet is Coming, um novo projecto de música electrónica, sedeado em Londres.

 

Billy Bragg nasceu em 1957, em Barking, a leste de Londres. Iniciou a carreira nos anos 70, influenciado pelo punk (The Clash são uma das suas principais referências) e pelos grandes cantautores folk, como Woody Guthrie e Bob Dylan.

 

 

É considerado uma figura influente do movimento “anti-folk” dos anos 80, ao trazer uma postura mais rebelde e politicamente assertiva para o discurso da folk tradicional. As suas canções são hinos de protesto entre os mais acutilantes da música britânica, expressão de uma vida pública marcada pelo activismo e pela intervenção social.

 

 

A par das canções de protesto, escreve canções de amor, que completam o artista político com uma dimensão pessoal. Ao longo da carreira, gravou 12 álbuns de estúdio, sete compilações e duas “box sets”. Nesta sua estreia em Sines, irá cantar e interpretar à guitarra novas e velhas canções do seu repertório, bem como versões de Woody Guthrie, de quem musicou letras inéditas, a convite da filha do cantautor americano. Será acompanhado no palco do FMM por CJ Hillman nas guitarras pedal steel, dobro e Rickenbacker.

 

 

The Unthanks são um agrupamento de folk da região da Nortúmbria, formado em 2004, então com a designação Rachel Unthank and The Winterset, com a qual se apresentou em Sines em 2008. O coração do grupo é formado pelas irmãs Rachel e Becky Unthank. Rachel é casada com o pianista, produtor, arranjador e compositor Adrian McNally.

 

 

As canções que escrevem contam sempre uma história. Tomam como ponto de partida a música tradicional do nordeste da Inglaterra, mas absorvem influências de músicos como Steve Reich, Sufjan Stevens, Robert Wyatt, Antony & The Johnsons, King Crimson e Tom Waits.

 

 

Sobre elas, a revista Uncut escreveu: “The Unthanks parecem encarar a música folk da mesma forma que Miles Davis encarava o jazz: como rampa de lançamento para explorar possibilidades mais amplas.” O seu disco “The Bairns”, de 2007, foi o único disco folk a integrar as listas de melhores álbuns da primeira década do século XXI publicadas pelo jornal The Guardian e pela revista Uncut. “Mount the Air”, o seu oitavo disco de originais, lançado em 2015, foi igualmente aclamado pela crítica.

 

 

The Comet is Coming é um projeto de música de dança criado em Londres em 2013. Cruza jazz, eletrónica, funk e rock psicadélico. São formados pelos músicos Shabaka Hutchings, Danalogue e Betamax. Lançaram o EP de estreia, “Prophecy”, em 2015 e preveem o lançamento do seu primeiro álbum em 2016. A sua linguagem remete para Sun Ra, Frank Zappa, Jimi Hendrix e os workshops radiofónicos da BBC em que a banda emergiu.

 

 

Inspirados nas profecias de Nostradamus, classificam a música que fazem como “uma banda sonora para um apocalipse imaginário”, dentro de um universo estético povoado pela ficção científica e pelo cinema.

 

 

Criado em 1999, o FMM Sines – Festival Músicas do Mundo é a experiência de música ao vivo mais global que acontece no nosso país. Proporciona aos milhares de espectadores que o seguem todos os anos um retrato das músicas populares que se fazem hoje no mundo, mostrando como as tradições buscam a contemporaneidade e as migrações de ideias e pessoas dissolvem as fronteiras criativas.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6805 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.