É pela mão do Centro Dramático de Évora – CENDREV que, desde há algumas décadas, a magia e a arte dos Bonecos de Santo Aleixo são levadas um pouco por todo o mundo, e marcam este ano presença no Espaço Central da Festa do Avante! com uma exposição, visitas guiadas e espectáculos.

 

 

O património e as práticas culturais e artísticas que preservam, valorizam e afirmam as raízes culturais e os valores identitários constituem uma das razões principais porque o PCP realiza a Festa do Avante! desde 1976.

 

 

A  origem, história, famílias de bonecreiros, espectáculo, repertório e os bonecos de Santo Aleixo – com o Mestre Salas e o Padre Chancas como anfitriões do espectáculo -, e o seu papel de contra poder, guiam-nos pela exposição que nos mostra esta maravilhosa criação do imaginário popular alentejano que são os Bonecos de Santo Aleixo.

 

 

Estes títeres de varão, manipulados por cima, à semelhança das marionetas do Sul de Itália e do Norte da Europa, são construídos em madeira e cortiça, medem entre 20 e 40 centímetros de altura e são vestidos com um guarda-roupa que permite, como no teatro naturalista, identificar as personagens da fábula contada. A música (guitarra portuguesa) e as cantigas são executadas ao vivo. Os textos, transmitidos oralmente, resultam de uma fusão entre a cultura popular e uma escrita erudita.

 

 

O lugar de representação é um retábulo, construído em madeira e tecidos floridos, reproduzindo um palco tradicional em miniatura com pano de boca, cenários pintados em papelão e iluminação própria (candeia de azeite). Uma rede dupla de cordéis, colocada verticalmente entre os bonecos e o público, faz com que os arames ou varões presos à cabeça das figuras de pau fiquem como que desfocados. A ilusão de óptica assim criada transfigura os bonecos, que se movimentam como seres humanos. Desta forma os bonecos, enquanto títeres tradicionais, traduzem com toda a sua vivacidade e argúcia a vida e o sentir do povo alentejano.

 

 

Actores-Manipuladores: Ana Meira, Isabel Bilou, José Russo, Victor Zambujo e Gil Salgueiro Nave que garante também o acompanhamento musical.

 

 

Programa

Sexta-feira (7)

22:00 – Espectáculo

Sábado (8)

 11:00 – Visita guiada à Exposição seguida de Espectáculo

 14h00 – Espectáculo 16:00 – Visita guiada à Exposição seguida de Espectáculo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.