Cabo Verde: Pedro Jóia participa no Festival Internacional de Guitarra, em homenagem a Armando Tito

 

 

Pedro Jóia é um dos artistas que participará na 2ª edição do Festival Internacional de Guitarra, em Cabo Verde, organizado pela Guitarrada do Atlântico.

A 28 de Junho, na Assembleia Nacional, a partir das 21:00, realizar-se-á homenagem a Armando Tito, “músico e compositor cabo-verdiano, que nasceu na cidade de Mindelo, na ilha de S. Vicente, a 18 de Julho de 1944”. Conhecido por tocar “diversos instrumentos com mestria (violão, violino e cavaquinho) mas é com o violão que encanta a todos”, refere a organização.

O percurso do homenageado é destacado, referindo-se que “iniciou-se na música aos 6 anos de idade quando, juntamente com o irmāo Armindo Tito, frequentava e tocava em festas populares. Na altura era frequente baptizarem bonecas ou mesmo abóboras, como pretexto para festejar. Muitas dessas festas eram realizadas no quintal de Bleza. A sua personalidade simples e doce transportava-se para a sua forma de tocar guitarra, fazendo-o executar, até à data de hoje, solos sublimes, daí ter sido o único que tinha autorização para tocar na “Bronze”, nome da guitarra de Bleza”.

Recorda-se ainda que “começou a tocar com os grandes músicos Caboverdianos, e foi convidado para gravar pela primeira vez com a Cesária Évora, ainda menor de idade, na ilha de S. Vicente. Fez parte da segunda geração do grupo mediático “Voz de Cabo Verde”, juntamente com Leonel Almeida, Paulino e Toy Vieira, Bebeto, Djonsim e Tabanka”, além de que “tocou com os maiores músicos de Cabo Verde como Tazinho, Nho Batista, Bau, Goi, Bleza, Tchuf, Lela Preciosa, Luís Rendall, entre muitos outros. Tem originais gravados com Luís Rendall, “Guitarra ê Mi” e com o grupo Nôs Raiz, o tema “Conquistador“.

Nesta edição do festival, além de Pedro Jóia, actuam Os Irmão Alves Kim & Kaku, Vuca Pinheiro e Manuel de Candinho e Palinh Vieira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.