Caixa Alfama: Fadistas de Alfama prestam homenagem a Beatriz da Conceição

São quatro os anos do Festival que eleva o Fado ao expoente máximo do seu mérito artístico, cultural e patrimonial. Os nomes que se apresentam confundem-se com as ruas e os bairros, com o ritmo das gentes e dos lugares de partilha e música. A toponímia é marca e berço de gerações e gerações de Fadistas. Alfama, chão e céu de alguns dos melhores e mais reconhecidos, onde se faz o Caixa Alfama. Também, claro, naquela geografia, há referências de elevados talentos que têm feito do Fado substância de ouro e expressão maior da portugalidade.

Este ano, um dos acontecimentos especiais da edição dará relevo aos Fadistas do Bairro e à figura de Beatriz da Conceição. Juntos, numa comunhão emocionada, os intérpretes Artur Batalha, Diogo Rocha, Maura Airez, Miguel Ramos, Pedro Galveias, Raquel Tavares e Sara Correia celebrarão um tributo a uma das maiores Fadistas de sempre, modelo inspirador de todos.

 

 

Beatriz da Conceição, encantou durante uma carreira de mais de cinco décadas, passeando a sua voz por múltiplos palcos, nomeadamente o Teatro de Revista e musicais televisivos de La Féria. Com carreira iniciada em 1965 cantou génios da palavra, granjeando fama e clamor quando  quando José Carlos Ary dos Santos lhe escreveu, “Meu Corpo”, tema musicado de Fernando Tordo, também conhecido como “Fado da Bia”.

 

 

Os Fadistas de Alfama saberão dar-lhe voz, mesmo sabendo que a sua é imortal.

 

 

Já confirmados

 

Aldina Duarte, António Parreira, António Pinto Basto, Artur Batalha, Beatriz, Carla Pires, Carminho, Cláudia Madur, Gisela João, Fábia Rebordão, Fado Nação – Maria da Nazaré e António Passão, FF Fernando Fernandes, Guilherme Banza, Kiko, Marco Oliveira, Marco Rodrigues, Marina Mota, Maura Airez, João Casanova, José da Câmara, Paulo Parreira, Pedro Calado, Raquel Tavares, Ricardo Parreira, Ricardo Ribeiro, Sangre Ibérico e José Gonçalez, Sara Correia, Tributo a Beatriz da Conceição – (Artur Batalha, Diogo Rocha, Maura Airez, Miguel Ramos, Pedro Galveias, Raquel Tavares e Sara Correia) Vânia Duarte

 

 

O bilhete único, já à venda nos locais habituais, tem o preço de 38€, passando a 45€ nos dias do Festival, e deverá ser trocado por pulseira pelo próprio nas bilheteiras do festival sediadas no Museu do Fado, a partir de dia 22 de setembro. Pulseira essa que dará acesso a todos os espaços do Festival até ao limite de lotação de cada um.

 

 

Os clientes da Caixa Geral de Depósitos terão 10% de desconto nos bilhetes adquiridos com qualquer cartão de débito ou crédito, na bilheteira do Museu do Fado.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6436 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.