Caixa Alfama: Primeiros nomes confirmados e bilhetes mais baratos!

caixaalfama17CI-2358

 

António Zambujo, Marina Mota, José Gonçalez e Sangre Ibérico, Gisela João, Marco Rodrigues e ainda Os Mestres do Fado são os primeiros nomes revelados da 5ª edição do Festival Caixa Alfama, que acontecerá a 15 e 16 de setembro.

 

 

Os verdadeiros amantes da canção portuguesa já não passam sem esta celebração do Fado no coração de Alfama. Pelo quinto ano consecutivo, o convite mantém-se: tomar contacto com a nossa identidade nas vielas mais tradicionais do bairro lisboeta. E o sucesso das edições anteriores prova que o público está interessado nessa coisa da alma portuguesa.

 

 

Nos dias 15 e 16 de setembro – mais próximo do verão do que nas edições anteriores – as ruas de Alfama enchem-se ainda mais de Fado, com palcos espalhados por todo o bairro.

 

 

O Museu do Fado vai ter um palco no Largo do Chafariz de Dentro, aberto ao público. A Santa Casa volta a patrocinar o Caixa Alfama, dando nome ao palco do Centro Cultural Dr. Magalhães Lima. E o Grupo Sportivo Adicense vai transformar-se no Palco Santa Maria Maior, patrocinado pela própria Junta de Freguesia de Santa Maria Maior.

caixaalfama17CI-2349

 

caixaalfama17CI-2354

 

Os palcos estão à altura da qualidade dos fadistas que por lá vão passar.

 

 

 

Dia 15 de setembro

António Zambujo volta ao Caixa Alfama. Uma das vozes mais acarinhadas pelo público português promete Fado, claro, mas também um cruzamento de pronúncias que marca o disco: “Até Pensei que Fosse Minha” – registo em que o António Zambujo canta Chico Buarque.

 

 

Marina Mota é um dos nomes que mais combina com bairro. Uma voz genuína e bairrista que combina na perfeição com a atmosfera de Alfama. Vai ser, com certeza, uma das atrações da edição deste ano do festival.

 

 

O disco “Improvável”, de José Gonçalez, é um dos discos mais bem-sucedidos de 2017. Entre os ilustres convidados desse álbum, estão os Sangre Ibérico, uma das revelações mais vibrantes da música portuguesa nos últimos tempos. José Gonçalez e os Sangre Ibérico juntam-se assim no palco do Caixa Alfama para um concerto cheio de cumplicidade.

 

 

 

 

Dia 16 de setembro

No final do ano de 2016, Gisela João editou o muito aguardado segundo disco: “Nua”. E estão lá todos os ingredientes que já haviam conquistado o público português. Contem com a energia contagiante de sempre, numa abordagem que tem tanto de tradicional como de irreverente – um equilíbrio que a Gisela João consegue alcançar na perfeição.

 

 

No disco “Fados do Fado”, editado em 2015, Marco Rodrigues lança-se no desafio de gravar grandes clássicos do Fado. Um desafio que ultrapassou com distinção. O fadista já prometeu novidades para breve. Entre essas novidades e o reportório de sempre, Marco Rodrigues promete mais um grande momento no Festival Caixa Alfama.

 

 

Depois do sucesso do concerto no CCB, Os Mestres do Fado levam agora toda o seu prodígio e experiência ao Caixa Alfama. Liderados por Diogo Clemente, os Fadistas António Rocha, Artur Batalha, Filipe Duarte, Nuno Aguiar, Maria Amélia Proença, Maria Armanda, Maria da Nazaré e Cidália Moreira prometem oferecer ao público um momento de partilha da melhor tradição fadista.

 

 

Para além dos consagrados, o Caixa Alfama está de olhos virados para o futuro, e é assim que todos os anos apresenta novas apostas. Uma das grandes apostas desta edição é a jovem Bárbara Santos.

caixaalfama17CI-2380

 

caixaalfama17CI-2386

 

caixaalfama17CI-2392

 

 

Museu do Fado terá palco aberto ao público

 

 

O Fado é expressão maior da identidade cultural portuguesa, recentemente elevado ao estatuto de Património Imaterial da Humanidade. Enquanto evento que tem como objectivo a celebração do Fado, reunindo a cada ano os maiores nomes e também os talentos emergentes do género, desde a primeira hora que o Caixa Alfama conta com a imprescindível parceria do Museu do Fado.

 

 

Em 2017 quer tornar-se o Caixa Alfama ainda mais para todos. Para além do habitual Fado à Janela, haverá ainda o Palco Museu do Fado, aberto ao público e localizado no Largo do Chafariz de Dentro, epicentro do Festival.

 

 

 

Junta de Freguesia de Santa Maria Maior dará nome a palco

 

 

Também parceira desde a primeira hora, a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, assegurará a programação do palco do Grupo Sportivo Adicense, que ganahrá assim o seu nome.

 

 

 

Marchas de Alfama e da Santa Casa marcam presença

 

Como habitualmente, a marcha de Alfama vai abrir o festival, e haverá ainda, pela primeira vez, a participação da marcha da Santa Casa, uma marcha construída por idosos da instituição, que dão assim um verdadeiro exemplo de alegria.

 

 

 

Este ano, para além do passe de 2 dias, está também disponível o bilhete diário, ambos a preços muito convidativos: o passe de 2 dias tem o preço de 25€ e o bilhete diário custa 15€.

O passe deverá ser trocado por pulseira, pelo próprio, nas bilheteiras sediadas no Museu do Fado a partir do dia 14 de setembro. A pulseira dará acesso a todos os espaços do festival até ao limite de lotação de cada um.

 

 

Os clientes da Caixa Geral de Depósitos têm 10% de desconto nos bilhetes adquiridos com qualquer cartão de débito ou crédito, na bilheteira do Museu do Fado.

 

 

 

 

Bilhetes:

 

Bilhete diário – 15€ passando a 20€ no próprio dia

Passe 2 dias – 25€ passando a 30 € nos dias do Festival

 

 

Troca obrigatória por pulseira, colocada ao próprio, nas bilheteiras do Festival no Museu do Fado.

 

 

 

Locais de venda:

Bilheteira do Museu do Fado, www.blueticket.pt – Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês (Lisboa e V. N. Gaia), Centros Comerciais Dolce Vita, Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, ABEP, Estações de Correios e em www.ctt.pt, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, Delegações ACP, C.C. Mundicenter, U-Ticketline, MMM Ticket, www.ticketline.pt (Reservas e informações 1820 (24 horas) | A partir do estrangeiro + 351 21 794 14 00 | Mobilidade Condicionada + 351 21 780 36 70); www.facebook.com/musicanocoracao.

 

Logo Caixa Alfama 2017 _com datas

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6715 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.