A Praça de Touros das Caldas da Rainha recebeu este sábado, 27 de Julho, a 2ª Grande Corrida de Touros dos Agricultores do Oeste.

Frente a touros da ganadaria Canas Vigouroux, todos de pelagem jabonera, actuaram os cavaleiros Rui Salvador, Luís Rouxinol, Gilberto Filipe, Manuel Telles Bastos, Luís Rouxinol Jr. e António Prates. Forcados do Aposento da Moita e Caldas da Rainha.

No intervalo da corrida foi descerrada uma placa evocativa dos 35 anos de alternativa do cavaleiro Rui Salvador.

Lides: Rouxinol em claro destaque

Rui Salvador a celebrar 35 anos de alternativa apresentou-se de casa negra, bordada a ouro e por diante teve um touro que criou ‘bruá’ na saída dos curros. O cavaleiro tomarense esteve em plano positivo diante de um touro bem apresentado, mas com pouca transmissão e que foi quebrando ao longo da lide. Nos compridos esteve regular. Destaca-se um segundo curto de excelente nota, o melhor da série de cinco. Lide aplaudida, positiva, mas sem romper para o triunfo.

Luís Rouxinol enfrentou o touro mais pesado a corrida, com 620 Kg, que na saída veloz à arena ameaçou saltar a trincheira. O cavaleiro esteve em plano superior e após três compridos, o segundo de grande nota, esteve em plano lidador e mandão na série de curtos. Apostando numa brega sempre de grande proximidade com o oponente, desenhou sortes frontais e com a cravagem a cumprir os cânones clássicos. Comunicativo com o público, terminou com um palmito de boa nota.

Gilberto Filipe teve por diante o touro com melhor apresentação da corrida, com bonita investida no capote e que arrancava por direito. O cavaleiro, que actuou em substituição de Marcos Bastinhas, esteve esforçado, com dois bons ferros curtos mas sem romper. Poderia ter aproveitado melhor as características do touro.

Manuel Telles Bastos lidou o quarto touro da noite e esteve em muito bom nível. Começou regular na cravagem comprida mas nos curtos abriu o compêndio de classicismo e arte em que baseia o seu toureio. Três curtos de excelente nota, complementados por boa escolha de terrenos e o desenho das sortes. Lide muito interessante do cavaleiro, que terminou menos bem com um palmito no qual sofre toque na montada.

Luís Rouxinol Jr. recebeu o seu oponente em sorte gaiola, que resultou mal, com ferro muito traseiro e forte toque na montada. Rouxinol prosseguiu com mais um comprido de nota regular e nos curtos começou bem com duas excelentes execuções mas depois voltou a sofrer novo toque na montada, evitável, e depois os ferros seguintes não tiveram grande preparação, embora a execução do último seja boa.

António Prates teve um touro com investidura, apresentação mas com falta de força e que várias vezes foi abaixo no momento da reunião. Prates esteve seguro, lidando com as condicionantes que oponente apresentava e tentando estar condigno e a fazer o possível.

Pegas: Noite difícil mas com excelentes execuções

Aposento da Moita: João Ventura (quarta tentativa); Marco Ventura (quarta tentativa); Martim Cosme (excelente execução à primeira tentativa).

Caldas a Rainha: Francisco Mascarenhas (uma pega extraordinária e pujante à primeira tentativa); Francisco Esteves (excelente execução à segunda tentativa); Duarte Manuel (primeira tentativa numa boa execução).

Touros: Bom curro ‘jabonero’ de Canas Vigouroux

A Ganadaria Canas Vigouroux data de 1992, ano da sua fundação, através de sementais de Cabra Ascensão. Posteriormente, foram adquiridas vacas jaboneras, que ainda hoje são levadas em separada e com sementais próprios. Há dois encastes, o jabonero, à parte, e o maioritário Cabral Ascensão/Pinto Barreiros.

Nas Caldas da Rainha foram apenas lidados touros de pelagem jabonera, o que aconteceu pela 1ª neste século, segundo a organização da corrida que fez disso um dos apelativos promocionais da corrida.

Um curro que saiu com boa apresentação, a darem boas condições de lides, com o 2º a ser o que melhor serviu e o 6º a destoar do restante curro.

Direcção de Corrida

Corrida dirigida por Ana Pimenta assessorada por José Luís Cruz, médico veterinário.

Lotação:

Três quartos da lotação preenchidos.

One thought on “Caldas da Rainha: Luís Rouxinol teve a melhor lide, em noite de boas pegas, frente a touros Canas Vigouroux

  • Avatar

    E continuam as touradas criminosas.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.