“Camané canta Marceneiro” é editado em Outubro

image002(1)

 

 

“Camané canta Marceneiro”, o novo álbum de Camané, é editado dia 6 de Outubro. Inicialmente previsto para Maio, a edição de “Camané canta Marceneiro” acabou por ser adiada resultado da decisão de registar em DVD a apresentação do álbum ao vivo no palco da Culturgest perante uma assistência de apenas 100 pessoas.

A edição deste novo álbum concretiza uma vontade antiga de Camané em realizar uma homenagem a uma das suas maiores referências. “Queria entrar naqueles fados de forma verdadeira, sem imitar o Marceneiro. Mas tive primeiro de fazer o meu caminho. De criar o meu reportório. Só agora chegou o momento em que me consigo identificar tantos com os sentimentos vividos, como com os acontecimentos passados.”

Sucessor de “Infinito Presente”, editado em Maio de 2015, “Camané canta Marceneiro”, o seu oitavo registo de estúdio, conta, como os discos anteriores, com a produção, arranjos e direcção musical de José Mário Branco que co-assina com Manuela de Freitas a supervisão artística.

 

Fotografia: Arlindo Camacho

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6783 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

One thought on ““Camané canta Marceneiro” é editado em Outubro

  • Avatar

    O que se coloca neste comentário? Elogios ao autor da peça jornalística ou sobre o tema da peça? As duas? Pois eu acho que o grande Alfredo Marceneiro merecia ser apresentado ao grande público, nomeadamente os mais novos, a abaixo dos 30 anos ( http://www.museudofado.pt/personalidades/detalhes.php?id=384 ) ou ir diretamente ao seu neto e biógrafo Vítor Duarte Marceneiro que tem um interessante blog, o Lisboa no Guiness ( http://lisboanoguiness.blogs.sapo.pt/ ) que merece sempre uma visita, principalmente quando se escreve/fala de fado

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.