Campo Pequeno: Diogo Peseiro destacou-se na novilhada de promoção aos novos talentos

diogo peseiro

 

 

A Praça de Touros do Campo Pequeno recebeu ontem uma novilhada de promoção aos novos talentos da tauromaquia nacional. Em praça estiveram os cavaleiros Francisco Correia Lopes Soraia Costa e Manuel Oliveira além dos novilheiros Joaquim Ribeiro “Cuqui”, Diogo Peseiro e Sérgio Nunes. Forcados Amadores de Azambuja Póvoa São Miguel e Cartaxo. Lidaram-se novilhos de várias ganadarias.

 

 

 

Numa primeira parte toda ela composta por lide a cavalo abriu as actuações o jovem Francisco Correia Lopes com uma lie correcta, embora com alguns toques na montada, destacando-se dois curtos (o segundo e o último da ordem). O novilho de Varela Crujo não facilitou a vida ao jovem cavaleiro. Pegou, pelos Amadores da Azambuja, ao primeiro intento o forcado David Mouchão.

 

 

 

Soraia Costa mostrou que quer ser figura do toureio. Mostrou arte e saber estar. Soube ser paciente na escolha dos terrenos de cravagem e aproveitou bem as qualidades do novilho da ganadaria de Paulo Caetano. Pegou, pelo Amadores da Póvoa de São Miguel, ao primeiro intento o forcado Fábio Madeira.

 

 

 

Manuel Oliveira frente a um novilho de Mário Vinhas passou sem história por este novilhada. Lide irregular, embora denotando potencial. Pegou à terceira tentativa, pelos Amadores do Cartaxo, Duarte Campino.

 

 

 

Joaquim Rbeiro “Cuqui” teve o pior novilho a noite, pertença da ganadaria Murteira Grave. Não investia, recuava e deixou o novilheiro entregue à sua sorte. “Cuqui” não se intimidou e laborou, laborou, laborou até não dar mais. Destacam-se duas tandas de naturais e uma de derechazos. Apesar de ser autorizada volta à arena, o novilheiro optou, e bem, por agradecer nos médios.

 

 

 

Diogo Peseiro desenrolou uma faena agradável, recebendo o novilho de Falé Filipe por vistosas verónicas, mostrou arte e saber na cravagem de dois pares de bandarilhas, o segundo au violin, e no capote conseguiu duas tandas de derechazos, continuou com boas séries de muletazos e terminou a faena com manoletinas. Boa prestação do novilheiro que exagera nas poses toureiras…

 

 

 

Perante um mau novilho de Davi Ribeiro Telles, Sérgio Nunes desenrolou uma faena em que mostrou saber e vontade de triunfo.

 

 

 

O tauródromo lisboeta registou quase meia casa de entrada de público.

 

 

 

Fotografia: Campo Pequeno

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6696 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.