A Praça de Touros do Campo Pequeno recebeu este sábado uma novilhada de promoção aos novos valores do toureio.

 

 

Em praça apresentaram-se os cavaleiros Mara Pimenta, Soraia Costa e Joaquim Brito Paes, além dos novilheiros Leonardo Passareira, Filipe Martinho e Duarte Silva. Lidaram-se novilhos das ganadarias Romão Tenório, Passanha, António Silva, Murteira Grave, Varela Crujo e Calejo Pires. Pegaram os Forcados Amadores de Alter do Chão.

 

Mara Pimenta enfrentou um novilho de Romão Tenório e esteve em plano positivo, com boa desenvoltura e a destacar-se em dois ferros curtos e um palmito. Pegou João Airoso à segunda tentativa. Destaque para a excelente pega por parte do forcado.

 

Soraia Costa teve por diante um novilho Passanha e começou com dois bons compridos. Nos curtos continuou em plano positivo, destacando-se no último, numa reunião ajustada e a pisar terrenos do touro. João Galhofas pegou à primeira tentativa.

 

Joaquim Brito Paes teve um pouco colaborante novilho de António Silva. Rés a fechar-se em tábuas, obrigando o cavaleiro a apostar em sortes a sesgo e a ter de laborar muito para colocar na arena o que faltou ao seu oponente. No terceiro e quarto ferro cravou numa boa reunião e como mandam as regras. Joaquim a mostrar argumentos perante um novilho pouco colaborante e a deixar vontade em vermos-lo mais vezes. Filipe Lucas pegou à primeira tentativa.

 

Leonardo Passareira, frente a um novilho Murteira Grave, no capote destacou-se no capote com duas afaroladas de joelhos em terra e depois uma série de passes rematada com uma serpentina, além de se destacar o Temple e a lentidão nos passes, aumentando a beleza. Os seus bandarilheiros estiveram desajustados no tercio de bandarilhas. O jovem novilheiros de Nave de Haver teve uma faena templada, com bons passes, destacando-se com a mão esquerda, perante um novilho que exigia. Boa presença do jovem no Campo Pequeno. Autorizada volta ao ganadeiro.

 

 

Filipe Martinho esteve estético no capote e irregular nas bandarilhas, perante novilho Varela Crujo. No capote mostrou boas noções mas sem romper. Destaca-se um crer e uma alma gigantes, alguns momentos de arte e um coração a aguentar tudo, inclusive uma aparatosa colhida. Felizmente, sem consequências.

 

 

Duarte Silva é um novilheiro com presença em praça e que facilmente engancha com o público. Bem no capote, poderoso nas bandarilhas e artista com o capote. O discípulo de Mendes a mostrar técnica, conhecimento e Valentia. Depois de Vila Franca de Xira, Duarte Silva volta a mostrar valor no Campo Pequeno. Volta para o granadeiro. Corrida dirigida por João Cantinho, assessorado por Jorge Moreira da Silva.

 

Foto: Toureio.pt

2 thoughts on “Campo Pequeno: O futuro do toureio está garantido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.