Na segunda corrida da temporada Lisboeta celebrou-se os vinte anos de alternativa da cavaleira Ana Batista. Noite essa, com destaque da ganadaria Murteira Grave ao terceiro e quinto touro da noite. Murteira Grave apresentou no Campo pequeno um curro com peso e trapio. 

Ana Batista, não teve sorte com o lote, iniciando a sua atuação com um manso que dificilmente se arrancava, o que dificultou bastante o oficio á cavaleira.

Com o quarto touro da noite, conseguimos ver a cavaleira a evoluir na lide até cravar um exímio curto em sorte frontal, ao quarto curto.

Manuel Telles Bastos esteve igual a si mesmo. Clássico e com excelentes modos de equitação, o que lhe confere esteticamente uma diferenciação dos demais cavaleiros.

Telles Bastos teve duas lides tecnicamente fortes, sobressaindo no quinto touro, o qual proporcionou volta ao ganadeiro pela sua bravura. O cavaleiro lidou o quinto touro com sortes de grande valor desenhadas ao pormenor e que não passaram despercebidas aos entendidos!

Ao segundo touro da noite, Telles Bastos soube construir uma lide baseada num toureio frontal e com entrega, deixando novamente bom ar pela arena lisboeta.

Luís Rouxinol Júnior, o benjamim do cartel, foi o cavaleiro que maior variedade de sortes apresentou e que mais chegou até ao público, aspeto esse evidenciado desde a primeira parte da corrida, já que foi este o primeiro cavaleiro a conseguir trazer consigo o aplauso do público a cada sorte. 

Ao terceiro touro da noite, bravo e que também proporcionou volta para o ganadeiro Joaquim Grave, o jovem cavaleiro iniciou com uma emotiva porta gaiola. Seguiu com uma extraordinária brega, sortes frontais bem preparadas e finalizou com um vistoso ferro de palmo.

No final da noite, Rouxinol Júnior primou pela variedade das sortes, finalizando a sua actuação na catedral do toureio equestre com uma rosa marcada ao pitón contrário e um par de bandarilhas

Das actuações dos artistas, destacaram-se Telles Bastos a mostrar que o Clássico nunca sai de moda e Luís Rouxinol Júnior em união com o público e a trazer a alegria aos tendidos.

As pegas da noite estiveram a cargo dos Forcados de Montemor e Vila Franca, com o grupo de Montemor a consumar todas as pegas à primeira, contando com Francisco Borges, José Vacas de Carvalho e Bernardo Dentinho como forcados da cara. O Grupo de Vila Franca resolveu à terceira, segunda e primeira. Vasco Pereira, David Moreira e Rui Godinho foram os forcados da cara. 

A Praça de Touros do Campo Pequeno voltará a recebeu uma corrida de touros a 27 de Agosto.

Texto: Sónia Batista
Fotografias: Nuno Almeida

 

 

 

 

 

Sónia Batista

Sónia Batista iniciou a sua formação na escrita taurina na revista luso-espanhola Ruedo Ibérico em 2004 e desde aí procurou formação na área, em Portugal e Espanha. Ao longo dos anos colaborou com quase toda a imprensa taurina nacional e tem-se especializado na imprensa taurina internacional. Iniciou o seu percurso internacional no burladero.com em 2010, passando por vários órgãos de imprensa espanhóis até chegar em 2013 à prestigiada revista 6TOROS6, a qual considera a maior escola da escrita taurina.

Sónia Batista has 21 posts and counting. See all posts by Sónia Batista

Sónia Batista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.