O Teatro Lope de Vega em Sevilha acolhe a quarta edição do Festival de Fado Sevilha. O evento terá início no dia 16 de Outubro com a actuação da artista Carminho, seguida de Misía no dia 27 de Novembro e fechando o cartaz com Ricardo Ribeiro no dia 11 de Dezembro.

 

 

Incluído na “Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade”, o Fado conseguiu, ao longo dos seus dois séculos de história, derrubar todas as fronteiras culturais e geográficas, conquistando não só a poesia erudita portuguesa, como também uma presença assídua nas mais prestigiadas salas de espectáculos do mundo.

 

 

O Festival de Fado de Sevilha, que este ano tem o lema “El Fado fuera de puertas”, terá início dia 16 de Outubro com a artista com maior projeção da actualidade, Carminho. Para esta ocasião, a fadista será acompanhada pelo violão de Luís Guerreiro, a viola de Flávio Cardoso e por José Marino de Freitas no contrabaixo. Este concerto promete mostrar um dos géneros musicais mais representativos do nosso país, através de uma voz que se tornou conhecida em Espanha pela sua colaboração com Pablo Alborán na música ‘Perdóname’ e que se tornou na primeira artista portuguesa a atingir o n.º 1 do top musical espanhol. A sua carreira desde então não parou de crescer, voltando este ano ao Festival de Fado palco habitual da artista.

 

 

A segunda data do Festival chega ao Teatro Lope de Vega dia 27 de Novembro com Misía, que irá apresentar “Pura Vida” em concerto. Misía, responsável por abrir este ano o Festival de Fado em Madrid, chega agora a Sevilha para interpretar alguns dos temas incluídos no álbum, composto por 12 fados e duas canções inéditas, que pelas palavras da artista “são a antítese daquele fado pop que existe agora”.

 

 

Ricardo Ribeiro encerra o Festival no dia 11 de Dezembro, com o seu álbum “Hoje é Assim, Amanhã Não Sei”, sendo uma das vozes mais destacadas da nova geração de fadistas portugueses. Em 2017, o artista foi nomeado pela segunda vez para o prémio de Melhor Artista do Ano da revista musical britânica Songlines, que em 2016 o distinguiu como a Melhor Voz Masculina do Fado da sua geração. Ricardo será acompanhado no palco por José Manuel Neto na guitarra portuguesa, Carlos Manuel Proença com viola e Daniel Pinto no baixo acústico.

 

Estas três datas do Festival Fado Sevilha terão início às 20:30 e os bilhetes já estão disponíveis para venda nas bilheteiras do teatro assim como online em ICAS-Câmara Municipal de Sevilha.

 

 

Em Sevilha o Festival de Fado encerra a edição de 2018, depois de ter passado por 10 cidades, 8 países e 3 continentes. Rabat, Buenos Aires, Bogotá, Santiago do Chile, Lima, Cidade do Panamá, Rio de Janeiro, Madrid, Barcelona e Sevilha, contaram com concertos das principais referências do Fado, igualmente com outras manifestações com o Fado como pano de Fundo, designadamente conferências, workshops, exibição de filmes e exposições. O Festival de Fado já esta a preparar a edição 2019, assente numa estratégia de crescimento sustentado, fiel ao objectivo de divulgação de Portugal, da cultura Portuguesa e da afirmação dos artistas portugueses no panorama internacional.

 

Mais informações em festivalfadosevilla.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.