Casino Estoril recebe noite de fado com Duarte e Teresa Lopes Alves

Com um registo intimista, Duarte e Teresa Lopes Alves serão, na próxima Quarta-Feira, 27 de Janeiro, pelas 22:00, os grandes protagonistas de mais uma noite de fado no Casino Estoril.

Os fadistas serão acompanhados por Diogo Lucena Quadros e Bernardo Romão, nas guitarras, e Luis Roquette, na viola.

 

 

Teresa Lopes Alves editou, em 2010, o álbum “Reflexo”. O seu primeiro registo discográfico distinguiu-se por combinar os ritmos do fado, do jazz e do samba com o sentido de equilíbrio que uma tal mescla impõe, e que conheceu merecido êxito.

 

 

As referências de Teresa Lopes Alves vão do fado ao jazz vocal clássico, passando pela música ligeira portuguesa e pela música popular brasileira. O álbum “Reflexo” é a definição do que se passa em palco e que reflecte a cantora como ela é.

 

 

Com uma voz de amplitude singular, Teresa Lopes Alves percorre as suas canções com notável mestria, ora empregando a profundidade própria de um timbre maduro, ora revelando a doçura da sua juventude, numa forma de interpretar refrescante e arrebatadora. Neste seu primeiro trabalho, a diversidade das suas origens musicais confunde-se com a intensidade dos sentimentos revelados em cada tema.

 

 

Duarte lançou, recentemente, o álbum “Sem dor nem piedade”, descrevendo-o como um elenco de “fados para uma relação acabada em quatro actos”. Trata-se do terceiro registo discográfico do fadista, de 27 anos, natural de Évora.

 

 

Composto por 4 actos, “Sem dor nem piedade” é apontado como um disco cinzento, uma fuga ao mainstream que se vive no fado atual. A importância de viver e sentir o lado mais escuro dos dias, não fugindo a este mesmo lado. Um trabalho de contracorrente que não pretende entreter, mas antes fazer pensar.

 

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Estoril é reservado a maiores de 18 anos.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6448 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.