Centro Unesco para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial em Beja abre portas

beja

 

Protocolado a 6 de Junho de 2016, o Centro Unesco para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial em Beja (CEUSPCI) abre agora portas no edifício emblemático do antigo Clube Bejense, na próxima quarta-feira, dia 12 de julho. Este Centro resulta de uma vontade expressa do Município de Beja, da UNESCO, e parceiros como a Direção Regional de Cultura do Alentejo, o Centro Nacional de Cultura, a Fundação Aga-Khan, o CENA – Sindicato dos Músicos, dos Profissionais do Espectáculo e do Audiovisual, a MODA – Associação do Cante Alentejano e a Confraria Gastronómica do Alentejo, em salvaguardar e promover as várias manifestações do património cultural intangível.

 

 

Num momento em que, resultado das últimas inscrições portuguesas na Lista Representativa da UNESCO, o Património Cultural Imaterial ganha um espaço de reconhecimento cada vez mais amplo na consciência colectiva, o CEUSPCI pretende assumir a missão de potenciar essa consciência, procurando a sua integração no trajecto de vida das populações. A inventariação de práticas e saberes populares, a promoção o Cante Alentejano e outras manifestações musicais tradicionais e a implementação do programa UNESCO “Tesouros Humanos Vivos”, valorizando os portadores de memória e sabedoria de inegável valor universal, são alguns dos objectivos que este Centro UNESCO pretende assumir.

 

 

A criação deste Centro deve ser, por isso, vista como uma reacção à crescente debilidade demográfica do interior, em particular do Alentejo, que partindo da valorização das suas gentes pretende projectar uma sociedade para o futuro ancorada nas práticas e memórias que estes patrimónios imateriais evocam.

 

 

As atividades de dia 12 de julho, dedicado à inauguração do Centro UNESCO, terão início pelas 9h00 com o atelier para crianças “Artes e Ofícios d’Antigamente” e continuará com uma cerimónia agendada para as 18h00, no edifício do antigo Clube Bejense, Rua do Sembrano. Terá ainda lugar a apresentação da exposição fotográfica Cante: Alma do Alentejo da foto-jornalista Ana Baião e um apontamento musical a cargo das Vozes Búlgaras Angelite e Cantadores do Desassossego que atuam no mesmo dia, pelas 22h00, na Praça da República, com a participação de António Zambujo.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6750 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.