A Praça de Touros da Chamusca recebeu hoje, dia 30 de Maio e Quinta-Feira de Ascensão, uma corrida de touros mista por ocasião das festas da Ascensão.Em praça os cavaleiros Luís Rouxinol e Filipe Gonçalves e os matadores de touros António João Ferreira e Nuno Casquinha. Frente a touros da ganadaria Manuel Veiga estiveram os Forcados Amadores da Chamusca e Aposento da Chamusca.

 

Luís Rouxinol abriu as actuações com uma lide laboriosa e com muito toureio perante um oponente que lhe criou algumas dificuldades. Rapidamente as entendeu e após três bons ferros compridos, evoluiu para a cravagem dos curtos e continuou em bom nível com destaque para a brega. Uma lide de curtas distâncias e a resultar positiva. Pegou Nuno Luís, pelos Amadores da Chamusca, à primeira tentativa. Volta para cavaleiro e forcado. Destacar que o forcado disse hoje adeus às arenas despedindo-se com mais uma volta a arena e perante fortes aplausos das gentes da terra.

 

Filipe Gonçalves toureou rés com 465 kg. O cavaleiro que substituiu assim o inicialmente Francisco Palha que devido a lesão não pôde estar presente. Ao terceiro curto diz ao público “este ferro é para vocês, estão a dar-me sorte hoje”. Antes, dois compridos regulares e uma lide positiva nos curtos, uma brega laboriosa mas nem sempre eficiente é alguns toques evitáveis. Cravagem ajustada e dois curtos de excelente nota. Terminou com bom curto, um palmito em terrenos cambiados, e mais um palmito em terrenos de aperto, montando o Xique, o cavalo que bate palma. Lide crescente e positiva. Pegou, pelo Aposento da Chamusca, João Diogo à primeira tentativa. Volta para cavaleiro e forcado.

 

O matador de touros António João Ferreira teve por diante um touro com 420 Kge recebeu bem de capote com bom quite de Verónicas e rematando com revolera. O tércio de bandarilhas a ser brilhantemente executado pelo seu bandarilheiro. Na Muleta foi difícil perante um touro que apenas permitiu uma série pelo piton direito e fugindo constantemente da Muleta e obrigando o matador a ter que o seguir de modo a retirar algo. Muito esforço e nada de brilho perante oponente nada facilitador. Volta autorizada mas que o matador recusou dar.

 

Nuno Casquinha esteve sóbrio no capote, poderoso nas bandarilhas e subiu o nível na Muleta. Faena de grande valor do matador vilafranquense. Duas séries profundas e bonitas pelo piton direito e uma faena toda ela com temple e poderio. Rematou com vistosidade e conquista o público chamusquense. Volta para o matador de touros.

 

Que grande lide de Luís Rouxinol. Bem nos compridos e a subir a um patamar de triunfo nos curtos. Uma brega a encher a cara de touro com o cavalo, levando-o no seu encalce, numa junção de arte, temple e toureio. A escolher bem os terrenos e a concretizar a cravagem em sortes frontais e a cravar de alto a baixo. Terminou a actuação com palmito e par de bandarilhas, cravado ao segundo intento. Rouxinol cantou alto nesta lide. Luís Leitão, dos Amadores da Chamusca, pegou ao segundo intento. Volta para cavaleiro e forcado.

 

Filipe Gonçalves iniciou a lide do sexto touro com dois compridos regulares. O primeiro curto é de grande nota, após brega muito vistosa e boa reunião a tecida de batida ao piton contrário. No segundo curto volta a bater ao piton contrário mas numa sorte menos vistosa. A lide veio menos com várias passagens em falso e a insistência em sortes com batida ao piton contrário. Terminou com um bom par de bandarilhas e um palmito. Pegou, pelo Aposento da Chamusca, Alexandre Mira, ao segundo intento.

 

Em disputa prémios para melhor pega, melhor lide a cavalo e melhor lide apeada.

Melhor Lide a Cavalo: Luís Rouxinol na 2ª lide
Melhor Lide a Pé: Nuno Casquinha
Melhor Pega: Nuno Luís, Amadores da Chamusca.

 

Corrida dirigida por Marco Cardoso, assessorado por José Manuel Lourenço.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6444 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

One thought on “Chamusca: Luís Rouxinol, Nuno Casquinha e Amadores da Chamusca destacam-se em tarde quente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.