Ciclo de Workshops: O mundo em feltro no Museu do Oriente

Anel margarida I

 

O Museu do Oriente vai organizar um ciclo de workshops em torno da arte da feltragem. As quatro sessões, que se iniciam a 21 de Janeiro e terminam a 17 de Fevereiro, vão ensinar a criar luvas, pantufas, pequenos acessórios, peças de decoração, bijuteria e até jogos.

 

 

Pensa-se que o feltro terá surgido na Ásia, contudo, ao contrário da cerâmica e do metal, a lã degrada-se com facilidade, pelo que é mais difícil de encontrar entre os achados arqueológicos, dificultando a reconstituição da sua história. No entanto, são várias as lendas que relatam a descoberta da transformação da lã em feltro. Uma delas conta que na Arca de Noé, devido ao calor e ao espaço exíguo, as ovelhas, cabras e camelos foram perdendo o pêlo, pressionando-o com as patas durante a viagem. Quando os animais deixaram a Arca, a lã tinha-se convertido num tapete de feltro.

 

 

A primeira sessão (21 de Janeiro, das 14:30 às 18:30) do ciclo que o Museu do Oriente está a preparar é indicada para quem já está familiarizado com esta técnica e quer aprofundar os conhecimentos para aplicá-los à criação de pequenas peças com molde (luvas ou pantufas). O preço desta primeira sessão é de 50€.

 

 

A sessão de 01 de Fevereiro, que acontece das 10:00 às 13:00, vai fazer uma introdução à feltragem com água e sabão, ensinando a escolher as lãs adequadas a cada projecto e a conhecer as três formas básicas, a partir das quais todas as outras se desenvolvem. O desafio é levar cada participante a elaborar, pelo menos, uma peça completa. O preço para esta sessão, que é indicada para maiores de 16 anos, custa 40€.

 

 

As sessões seguintes (08 e 17 de Fevereiro) são dedicadas à elaboração de pequenas peças com molde, como bolsas para gadgets, e bijuteria em técnica mista (juntando agulha, água e sabão). No dia 08 de Fevereiro a sessão acontece das 09:30 às 13:30 e no dia 17 de Fevereiro das 17:00 às 20:00.

 

 

Nestas sessões os materiais estão incluídos. Os participantes apenas vão ter que levar uma toalha de mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.