CINECOA: Hugh Hudson vai conhecer as gravuras do Côa

25_gabriel_2_01-2012

 

O Cinecôa traz mais de mil minutos de cinema a Foz Côa durante três dias. O objectivo deste festival é projectar a região do Douro e o Vale do Côa como destinos cinematográficos. De 17 a 19 de Novembro, o Cinecôa vai exibir 31 filmes de 14 países, o que se traduz em mais de mil minutos de cinema no auditório municipal de Vila Nova de Foz Côa.

 

 

“Se a complementaridade dos patrimónios mundiais existentes no concelho (vales do Douro e do Côa) nos motiva, poder promover o contacto directo destas personalidades com esta ‘mise en scene’ deslumbra-nos”, destaca o director do Cinecôa, Gustavo Duarte.

 

 

 

Quem vai estar presente neste festival é o realizador Hugh Hudson, responsável pelo filme “Altamira” que tem como protagonista António Banderas. O realizador também foi responsável pelo filme “Momentos de Glória”, que acabou por ser distinguido com quatro Oscares e que valeu ao cineasta a aclamação da Academia Americana de Cinema. O realizador já trabalhou com estrelas premiadas por Hollywood como Al Pacino, Colin Firth ou Kim Basinger.

 

 

O realizador vai aproveitar a  presença no Cinecôa para conhecer as gravuras mais famosas de Portugal. A visita de Hugh Hudson a Portugal explica-se com as similitudes entre o seu último filme sobre a caverna de Altamira, em Espanha, e os sítios de arte rupestre do Vale do Côa, ambos classificados como Património Mundial pela UNESCO. Por isso, na tarde de sexta-feira, dia 18, será feita uma visita guiada ao Parque Arqueológico do Vale do Côa para que Hugh Hudson fique a conhecer as gravuras rupestres que se estendem por 17 quilómetros, tornando este Parque Arqueológico o maior museu ao ar livre do Paleolítico em todo o mundo.

 

 

Para além de Hugh Hudson, o Cinecôa vai contar com outra presença internacional: Manuela Campagna, actriz principal do filme “Lua em Sagitário”, que será exibido no próximo sábado, dia 19 de Novembro, pelas 15:00. Esta actriz brasileira, em início de carreira, recebeu recentemente o prémio de melhor actriz no Festival de Cinema de Avanca.

 

 

Também António-Pedro Vasconcelos vai estar no Cinecôa, sendo o grande homenageado da edição deste ano. O tributo acontecerá na noite de sábado, dia 19, com a exibição do seu mais recente filme “Amor Impossível”, seguido de um concerto da sua filha Patrícia Vasconcelos. Nascido em Leiria, o realizador de 77 anos tem um longo percurso no cinema português com filmes que, em cada momento, foram marcando o seu tempo. Por essa razão e pela excelência cinematográfica, António-Pedro Vasconcelos é um dos mais importantes nomes do cinema português, como provam os inúmeros prémios que já recebeu ao longo da sua carreira.

 

 

O director do Cinecôa, que é também autarca de Vila Nova de Foz Côa, considera que é de primordial importância a forma como este evento cinematográfico, que se realiza desde 2011, tem promovido o território e tem marcado quem o visita. “Os convites feitos aos intervenientes do Cinecôa (actores, realizadores, produtores ou críticos de cinema) ajudam a compreender a aposta que temos feito e a dimensão que queremos para um festival que já tem o seu espaço e provoca ondas culturais e económicas sempre positivas”, sublinha Gustavo Duarte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.