Cláudia Aurora revela convidado especial para digressão pelo Reino Unido

_V7F0593

 

A fadista Cláudia Aurora prepara-se para uma digressão pelo Reino Unido, para apresentar o seu mais recente disco, “Mulher do Norte”. Numa entrevista ao Infocul, aborda a digressão, a reacção do público ao disco, as criticas positivas da imprensa internacional e ainda o desejo de actuar em Portugal.

 

 

Neste seu novo disco a fadista conta com sonoridades que viajam do flamenco ao tango passando pela música cigana. Estas sonoridades, em conjunto com alguns temas da discografia anterior, serão apresentados numa digressão pelo Reino Unido, nas seguintes datas: dia 05 de Outubro no Komedia em Bringhton, dia 06 de Outubro no Union Chapel em Londres, dia 09 de Outubro no The Latern-Colston em Bristol e dia 14 de Outubro no Howard Assembly Room, em Leeds.

 

 

A dois meses, aproximadamente, da digressão, a fadista revela um dos convidados que terá na digressão, os músicos que a acompanharão e o alinhamento pelo qual viajará nos concertos. O desejo de actuar em terras lusitanas, não é esquecido.

 _V7F0221 bw

 

Cláudia, qual tem sido o feedback do público a “Mulher do Norte”? 

 

Fantástico, é ao vivo que o Fado ganha forma e vida, é nesta interacção entre os músicos e o público que eu testo os meus temas. Vou apresentando um tema novo assim que fica pronto e dependendo da resposta do público eu sinto se tem potencial ou não. Canções como a  “Soberano Destino”, “Mulher Do Norte” e “Poema” receberam uma reacção muito positiva. 

 

 

Como reage às críticas positivas que o seu disco tem obtido por parte da imprensa internacional? 

 

É sempre comovente receber criticas positivas ao nosso trabalho, mas também depende muito da opinião pessoal de cada indivíduo. Até agora está a ser muito positivo o feedback e acho interessante os vários pontos de vista dos jornalistas que escreveram sobre o disco. “Mulher Do Norte” saiu em varios jornais ingleses como o “The Guardian” e o “Evening Standard” e também nas principais revistas especializadas em músicas do mundo – todos estes artigos e comentários podem ser lidos na minha página na web (www.claudia-aurora.com). Fico entusiasmada com o facto que rádios de vários países do mundo apresentam temas diferentes do meu disco nos seus programas. Para mim é um bom sinal. 

 

 

Em breve terá uma digressão pelo Reino Unido. O que está a ser preparado em termos de alinhamento para o espectáculo? 

 

Vamos apresentar os temas do novo disco mas também vamos tocar os “clássicos” do meu primeiro disco como “Silêncio” e “Desejo do Mar”. 

 

 

Quais serão os músicos que acompanharão em palco? 

 

Os músicos serão Kate Shortt no violoncelo, Javier Moreno na guitarra espanhola, Jon Short no contrabaixo e Bernardo Couto na guitarra Portuguesa. 

 

 

Terá algum convidado especial para esses concertos? 

 

Sim, o Bernardo Couto, que gravou a guitarra portuguesa em ambos os meus discos, vai ser convidado especial no concerto da “Union Chapel” em Londres, dia 6 de Outubro. Estamos ainda a discutir a possibilidade um outro convidado para participar no tema “Poema” e “A Tua Ausência”. 

 

 

Sendo uma portuguesa que actua maioritariamente no plano internacional, questiono como é a reacção do público internacional ao Fado? 

 

Desde o principio a reacção tem sido muito positiva. É o publico international que me inspira e motiva a continuar o desenvolvimento da minha carreira. O facto de cantar os temas em português não é de maneira nenhuma uma barreira, pelo contrário, sinto que as pessoas não têm necessidade de entender as letras, elas sentem o sentimento que transmito. Para mim o mais importante, quer cante para 100 ou 1000 pessoas, é que durante aquela hora eles relaxem e se sintam transportados, assim como eu me sinto no palco. 

 

 

Para quando uma digressão por terras lusas? 

 

Ora aqui está uma boa pergunta que eu ainda não sei responder. A “Mulher Do Norte” está neste momento a ser  distribuido em Portugal e temos de aguardar os resultados. Sinto que na hora certa irei ser convidada para apresentar o meu trabalho. Tenho muitos amigos e familiares á espera que eu vá cantar ao Porto muito em breve. 

 

 

Ao longe como analisa o actual momento da cultura em Portugal? E do Fado em particular? 

 

Existe obviamente uma grande competição no mundo do fado em Portugal, todos os anos surgem fadistas e artistas novos. Eu acho que o fado esta a expandir cada vez mais, não só na sonoridade mas também na estrutura musical. Acho interessante ter artistas que mantêm a linha tradicional, o chamado fado purista e ter outros artistas que incorporam outras influências que é o meu caso. 

 

 

Para quem quiser conhecer melhor o seu trabalho, onde poderá interagir consigo nas redes sociais? 

 

Podem visitar o meu website www.claudia-aurora.com ou a minha pagina no Facebook, http://www.facebook.com/Claudia.Aurora.Fado. Ou seguir-me via Twitter, http://twitter.com/ClaudiaAuroraPT. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.