Companhia do Canto Popular, grupo de música tradicional portuguesa, venceu a edição de 2020 do Prémio Carlos Paredes, com o disco “RebentoA 18.ª edição deste prestigiado Prémio, promovido pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, registou um aumento significativo das obras a concurso, num total de 21 candidaturas (mais 10 que na edição anterior), marcadas pela diversidade, qualidade, cuidado técnico e originalidade.

Para o Júri composto por José Jorge Letria (representante da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira), Pedro Campos (compositor e músico), Carlos Alberto Moniz (representante da Sociedade Portuguesa de Autores) e Rui Filipe Reis (crítico musical), a obra “Rebento”, da Companhia do Canto Popular, “apresenta  uma riqueza musical muito grande, com elementos que trabalham há décadas em Portugal, sendo um exemplo de um trabalho de colaboração e partilha”, assim como a “consagração de vários elementos que fizeram parte de grupos de música portuguesa”.

espetáculo e a entrega do Prémio Carlos Paredes, no valor de 2.500,00€, terão lugar em data a informar oportunamente.

Prémio Carlos Paredes constitui-se como uma das iniciativas culturais e artísticas de maior prestígio em Portugal, contribuindo de forma muito positiva para a valorização da criação musical no País. Desde 2003, a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira tem vindo a premiar alguns dos maiores criadores e intérpretes portugueses, tais como Rão Kyao e Carminho (2013), Pedro Caldeira Cabral (2014), LST – Lisboa String Trio (2015), Pedro Mestre (2016), Ricardo Ribeiro e Artemsax (2017), Daniel Pereira Cristo (2018), Cristina Branco e José Valente (2019).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.