A nocturna de ontem em Alcochete revelou-se uma bonita amostra da qualidade das ganadarias portuguesas, onde todos os exemplares a concurso primaram pelo trapio e seriedade!

Estes foram os argumentos do sucesso desta noite, na qual a ganadaria Fernandes de Castro conseguiu obter o prémio Bravura e a ganadaria António Silva o prémio Apresentação.

João Ribeiro Telles enfrentou um Veiga Teixeira com 630kg e o cavaleiro esteve recheado de valor principalmente na ferragem curta, com a qual desenhou sortes cambiadas na cara do touro.

É de enaltecer que o seu primeiro curto foi extraordinário…um ferro de quase tirar o ar aos tendidos.

A lide deste cavaleiro ao touro de José Palha com 510 kg manteve a mesma qualidade da anterior. Com sortes “limpas” e bem preparadas, João Ribeiro Telles primou pela marcação ao pitón na maioria das sortes e vistosa brega.

Sem margem para dúvidas, João Ribeiro Telles obteve as duas actuações mais coesas da noite!

Francisco Palha a dar primazia ao touro e a arriscar bastante, suscitando em alguns momentos, toques nas montadas. Na lide ao Brito Paes de 560 kg, Palha elevou a fasquia com sortes de largo marcadas ao pitón contrário.  

Com o Canas Vigouroux de 550kg, o cavaleiro realizou principalmente sortes frontais e manteve a mesma entrega; porém a qualidade das sortes, oscilaram em alguns momentos da lide.

António Prates voltou à praça onde tirou a sua alternativa e teve pela frente, os dois touros premiados com os prémios de apresentação e de bravura!

O jovem cavaleiro arriscou principalmente no terceiro touro da noite, o imponente António Silva com 640kg.

Os momentos mais agradáveis desta sua primeira lide concentram-se nas sortes frontais e nas piruetas na cara do touro. 

Com o Fernandes de Castro de 610kg, o jovem cavaleiro foi crescendo na lide mas na parte final houve alguma dificuldade em criar as condições ideais, para cravar o último ferro, o que suscitou duas passagens em falso.

Outro dos momentos altos desta noite em Alcochete foi a intervenção dos Forcados Amadores de Alcochete, respectivamente com três pegas concretizadas no primeiro intento, uma ao segundo, outra ao terceiro. Para finalizar a prestação deste Grupo uma pega de cernelha com a despedida do forcado do Daniel Gonçalino

Foram forcados de cara Diogo Timóteo, Manuel Pinto, Nuno Santana (com uma extraordinária pega), João Maria Pinto, António José Cardoso e a dupla para a cernelha contou com Daniel Gonçalino e João Ferreira. 

A despedida do forcado e filho da terra, Daniel Gonçalino, contou com fortes aplausos de todos sectores para agradecer ao forcado, a dedicação ao grupo de Forcados Amadores de Alcochete.

A empresa garante que a lotação desta corrida foi de 50%, apesar de visualmente aparentar mais.

Texto: Sónia Batista
Fotografias: Diogo Nora

 

 

 

 

Sónia Batista

Sónia Batista iniciou a sua formação na escrita taurina na revista luso-espanhola Ruedo Ibérico em 2004 e desde aí procurou formação na área, em Portugal e Espanha. Ao longo dos anos colaborou com quase toda a imprensa taurina nacional e tem-se especializado na imprensa taurina internacional. Iniciou o seu percurso internacional no burladero.com em 2010, passando por vários órgãos de imprensa espanhóis até chegar em 2013 à prestigiada revista 6TOROS6, a qual considera a maior escola da escrita taurina.

Sónia Batista has 21 posts and counting. See all posts by Sónia Batista

Sónia Batista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.