“Conde D’alva” é o mais recente single de Genes

Genes editou “Conde D’alva” a 16 de Junho, naquele que é o primeiro avanço para “Genes Geniais”, segundo registo do jovem músico português a ser editado pela Cachupa Records.

Todos os meus discos precisam de ter um conceito chave por trás dele, acho muito mais entusiasmante do que estar apenas e só a escrever canções soltas de uma ideia vital… Neste caso, o disco chama-se “Genes Geniais” mas é menos centrado em mim do que aparenta… Limitei-me a pegar em 7 das minhas figuras históricas favoritas e escrever canções com a convicção de que todas elas fizeram parte dos meus antepassados, auxiliando-me agora, empiricamente, numa demanda de informar a minha futura geração sobre os novos desafios que se avizinham… A minha futura geração Negra, pois claro!“, revela o artista.

 

Achei necessário e bastante pontual escrever um disco desta índole numa altura destas. Apercebi-me de que a minha música é substancialmente mais ouvida por pessoas brancas do que por negras… Desejo então, de uma forma muito romântica, espelhar alguns desses desafios atuais integrados na realidade de ser um individuo negro Hoje. Dessa forma posso prever esses novos desafios também e transformá-los em canções que poderão ser apreciadas tanto por negros como por brancos, sem haver aquela distância sociológica desconfortável! Desafios imensos como condescendência racial, interracialidade em relações amorosas (e da minha perspectiva os desafios podem recair também na parceira branca), apropriação cultural, ostracismo… Não sei, estou bastante entusiasmado com este desafio a que me propus a mim mesmo, sinto-me maturo o suficiente para escrever material desta amplitude em fase tão tenra da minha carreira“, acrescentou.

“Conde D’alva” encontra-se actualmente disponível em todas as plataformas digitais. É inteiramente escrito, produzido, tocado, arranjado e gravado por Genes e é misturado e masterizado pelo Leonardo Bindilatti. Conta com um teledisco filmado por Eduardo Gonçalves e co-protagonizado pela actriz Beatriz Beja.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.