COVID-19: Álvaro Covões revela que eventos “vão acontecer quando for permitido”

Foto: António Cotrim

Os eventos só “vão acontecer quando for permitido“, afirmou Álvaro Covões no final da reunião que os promotores de espectáculos tiveram com o Governo, esta terça-feira.

Os promotores de eventos demonstram ao Governo as suas “angústias e preocupações” sobre a paralisação da cultura por causa da covid-19, numa reunião onde esteve presente o primeiro-ministro, António Costa, as ministras da Saúde, Marta Temido, e da Cultura, Graça Fonseca, e o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira.

Os promotores Álvaro Covões e Roberta Medina não detalharam as medidas que vão ser tomadas, tendo apenas Álvaro Covões dito que a abertura da actividade cultural por causa da pandemia da covid-19, terá de ser “progressiva e em segurança”.

Questionado pela Lusa sobre a avaliação de prejuízos pela paragem forçada de actividade desde Março, Álvaro Covões referiu apenas que são já cerca de 27 mil os espectáculos adiados ou cancelados.

Da parte do Governo, também não houve mais detalhes, remetendo toda a informação para quinta-feira, altura em que serão conhecidas todas as medidas a tomar para o inicio da retoma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.