A cultura indiana sobe a palco no Museu do Oriente

auto india cartaz-min

 

No fim-de-semana de 29 a 30 de Abril, o Museu do Oriente vai receber um conjunto de actividades sobre a cultura indiana. Destas actividades destaca-se a oficina “Masala, Jiya – Festival das Artes da Índia” e o espectáculo de marionetas “Auto da Índia”.

 

 

A oficina Masala, que se inicia no sábado, dia 29 de Abril, às 10:30, assinala o Dia Mundial da Dança. O público-alvo são as famílias com crianças a partir dos 5 anos e as entradas custam 14€ por família.

 

 

Esta oficina cruza várias rotas de especiarias no lugar único e universal da expressão artística multicultural e intergeracional. Dirigida a famílias, esta actividade engloba dança, pintura com tintas feitas pelos participantes a partir de especiarias e a construção de uma mandala colorida, saborosa e cheirosa.    

 

 

Já às 21:00, o Museu do Oriente recebe um espectáculo de danças clássicas no âmbito de “Jyia – Festival de Artes da Índia”, uma plataforma de promoção da cultura indiana nas áreas de dança, música, artes marciais, poesia e literatura. Aqui podem ser vistos estilos clássicos como o Odissi ou o Bharatanatyam, o Khatak que combina dança e canto ou ainda o Chhau, estilo semi-clássico com raízes tribais e marciais. 

 

 

Este evento celebra os valores tradicionais da Índia, dando a conhecer as artes clássicas e contemporâneas da Índia, sendo esta a sua edição de estreia em Portugal. As entradas para este espectáculo custam 12€.

 

 

No domingo, às 18:00, será representado o “Auto da Índia”, segundo o original de Gil Vicente. Nesta peça, o autor antecipou as críticas aos efeitos perversos da miragem de enriquecimento fácil no Oriente. Sendo homem de teatro, em vez de fazer diatribes cria uma situação: retrata uma jovem que se vê com casa posta e marido ausente, durante os três anos de uma torna-viagem à Índia. 

 

 

Numa sociedade tradicionalista, mas que acabava por privilegiar as aparências, esta mulher à rédea solta e em posição dominante representaria um “mundo às avessas”. La Folia vai revisitar a primeira farsa portuguesa. As mulheres serão representadas por homens de andas com vestidos e as personagens masculinas serão retratadas por títeres. O “Auto da Índia” é de entrada livre (mediante levantamento de bilhete no próprio dia).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.