A segunda actuação no palco SIC/RFM do Sol da Caparica esteve a cargo de David Fonseca que apresentou temas do seu mais recente disco “Futuro Eu”. O Infocul falou com o músico no final do seus espectáculo sobre o concerto e a aceitação do disco por parte do público.

Com David Fonseca em palco, ninguém ficou parado na assistência. Cantando, dançando, aplaudindo, as reacções foram muitas e diversificadas ao longo do espectáculo visceral apresentado na Costa de Caparica por parte do músico de Leiria.

 David Fonseca 14 - Cópia                       David Fonseca 42 - Cópia

 

“Futuro Eu” começou a ser preparado aquando da reunião dos Silcence 4, muitos anos depois de se terem separado. Escrito maioritariamente em Peniche, este disco levou David Fonseca a compor em português e a aceitação nacional e internacional nos espectáculos por si realizados tem sido bastante agradável para o músico.

 

 

Ao Infocul e abordando o concerto no festival O Sol da Caparica, revelou que “estamos habituados a fazer esta festa por outros locais do país. Nos festivais não é muito habitual porque o modelo dos festivais em Portugal não é muito de colocar bandas portuguesas nos palcos principais, o que faz com que para nós seja especial quando vimos aqui e tentamos fazer a maior festa possível para as pessoas a viverem e não esquecerem”.

 David Fonseca 15                          David Fonseca 87                                       David Fonseca 96

 

Quando questionado se ao escrever em português teria captado um público novo, disse-nos que “olha não sei, eu acho que para as pessoas que seguem o meu trabalho é indiferente eu cantar em português ou inglês, é literalmente indiferente, o que significa que as pessoas estão a seguir o meu trabalho e não necessariamente a língua que eu canto. Eu penso que essa é uma questão dos media, só ouço essa questão pelos jornalistas. Nunca um fã me questionou se eu canto em inglês ou português”.

 

 

Tem sido uma surpresa, não pela língua em que canto, mas por explorar caminhos que não tinha feito no disco anterior e reagem bem a alguns temas ao vivo como “Futuro Eu” que é uma musica um bocadinho de funk branco, algo que não é muito característico na minha musica, tem sido uma surpresa para as pessoas” disse sobre as reacções mais frequentes dos seus fãs a este trabalho. 

David Fonseca 40 - Cópia              David Fonseca 52 - Cópia

 

Depois deste disco, o caminho é incerto no que pretende fazer pois “não sei, mas sei que vai ser divertido. Eu já percebi que quando faço planos a muito longo prazo, haverá o dia em que eu mudo tudo, portanto eu não faço planos e depois quando chegar a altura logo vejo o que acontece” disse relativamente a um próximo disco.

 

 

O músico elogiou ainda o “bom momento” da musica portuguesa na actualidade, destacando contudo a dificuldade de a nova musica que é feita em afirmar-se, justificando que isso pode ser fruto de “em Portugal há duas/três rádios grandes que dominam o mercado e que não conseguem passar toda a musica, tal como as televisões que não passam muita musica”.

David Fonseca 48 - Cópia                              David Fonseca 86

 

David Fonseca é dos mais geniais artistas da sua geração e cada concerto seu é como um novo descobrir do talento que em si carrega.

 

 

 

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6260 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.