‘De Outro Modo’ na Galeria Municipal de Matosinhos

 

 

Programação de 2019 da Galeria Municipal de Matosinhos arranca com exposição evocativa de colectivo artístico das décadas de 1960/70. Este ano vão ainda passar pela Galeria Municipal de Matosinhos obras de José Pedro Croft, dos surrealistas Eurico Gonçalves e Cruzeiro Seixas, bem como a primeira edição da Porto Design Bienalle.

Os artistas plásticos Sobral Centeno, Sá Coutinho e Manuel Porfírio iniciaram o seu percurso artístico nos anos 1960, na prestigiada Galeria Alvarez, no Porto, então dirigida pelo pintor Jaime Isidoro. Meio século depois, o percurso deste colectivo artístico vai ser revisitado na exposição “De Outro Modo”, que abre as portas no sábado, 2 de Fevereiro, na Galeria Municipal de Matosinhos. A entrada é livre.

Considerada pelo crítico Bernardo Pinto de Almeida, que assina a curadoria e o texto do catálogo da mostra, como um importante contributo para a história – “que continua, em boa parte, por fazer” – da arte portuguesa na segunda metade do século XX, “De Outro Modo” procura dar a conhecer a memória de um percurso biográfico e de intervenção artística, cultural e social, aliado a uma permanente procura de expressão artística pessoal dos três autores. A exposição testemunha, assim, o programa criativo pessoal que revela os novos sentidos e as novas propostas de criação artística que os três artistas hoje desenvolvem.

A primeira exposição de 2019 da Galeria Municipal de Matosinhos, que estará patente até 16 de Março, parte da intensa e contínua actividade de produção e intervenção artística de Sobral Centeno, Sá Coutinho e Manuel Porfírio, centrando-se nos projectos desenvolvidos entre 1969 e 1975 e no percurso colectivo realizado naquele período, implicado, solidário e fortemente enraizado no seu tempo histórico e nos movimentos artísticos, culturais e sociais que assinalavam e prenunciavam as profundas mudanças em curso no país.

“De Outro Modo” reúne, refira-se, obras realizadas por Sobral Centeno nos anos 1960 e 1970, novas figurações das obras de Sá Coutinho e, no caso de Manuel Porfírio, obras atuais que retomam as pesquisas visuais de há meio século.

O trabalho dos três, visto de novo em conjunto, mas agora à distância do tempo, esclarece-nos grandemente não apenas da sua própria virtude e maturidade, apesar da juventude dos três artistas à época, tanto como de um clima experimental que se vivia então“, escreve Bernardo Pinto de Almeida no texto do catálogo da exposição. “Que reapareçam, agora, reagrupados, lembrando justamente o que fizeram através de obras que felizmente foram conservadas, é ato de elementar justiça histórica“, acrescenta.

Este ano vão ainda passar pela Galeria Municipal de Matosinhos exposições de José Pedro Croft, dos surrealistas Eurico Gonçalves e Cruzeiro Seixas e da primeira edição da Porto Design Bienalle, organizada pelas câmaras municipais de Matosinhos e do Porto. A galeria tem, recorde-se, desenvolvido um intenso programa expositivo desde a sua criação em 2005, tendo apresentado nos últimos anos exposições de artistas tão relevantes como Júlio Pomar, Júlio Resende, Fernando Lanhas, Jorge Pinheiro, Julião Sarmento, Alberto Carneiro, Ângelo de Sousa, Ruy Anahory, José Emídio, Alberto Péssimo, Joana Rêgo, Zulmiro de Carvalho, Alfredo Cunha, Luís Ferreira Alves ou Álvaro Siza Vieira.

 

“De Outro Modo”

Sobral Centeno, Sá Coutinho, Manuel Porfírio

Curadoria Bernardo Pinto de Almeida

2 de Fevereiro a 16 de Março de 2019

Inauguração 2 de Fevereiro, às 17:00

Horário: de 2ª a 6ª feira, das 9:00 às 12:30 e das 14:00 às 17:30.

Sábados, domingos e feriados, das 15:00 às 18:00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.