rita-redshoes1

 

“Her”, o novo trabalho de Rita Redshoes, foi gravado na Alemanha e conta com músicos internacionais. Este é um álbum bem feminino e sensível que tem, também, uma música sobre a onda de refugiados que tem chegado nos últimos anos a solo europeu. Neste quarto álbum de canções originais a cantora canta em português. O cd é composto por 13 músicas.

 

 

O primeiro tema deste novo disco é “Bird Hunter”. Nesta música, onde o piano tem um papel importante, Rita Redshoes transmite na sua voz uma grandiosidade a esta canção que é facilmente pode passar em qualquer emissora de rádio. Aqui a voz de Rita Redshoes voa livre e bela como se de um pássaro se tratasse.

 

 

Segue-se “Take me too the moon”. Rita Redshoes leva-nos numa viagem de descoberta pessoal. É um tema que incute-nos esperança numa vida melhor, num mundo melhor.

 

 

“Life is Huge”, é o que canta Rita Redshoes. Este tema começa de uma forma calma, tranquila. A cantora canta uma letra lindíssima sobre as conquistas que se consegue, quando se sonha, pois a vida é muito maior do que aquilo que vemos da janela da nossa casa.

 

 

“Bag of Love” fala sobre uma mulher que abandona tudo mas que jamais quebra, que não deixo os outros assistirem ao seu sofrimento. É alguém que foge ao sofrimento, ao sofrimento que é espelhado através da música. A verdade é que as maiores músicas foram feitas depois de momentos de grande dor, de grande perda.

 

 

“Mulher” é cantado em português e é um elogio cantado ao que é ser mulher e ao poder que elas podem ter na sociedade, se desejarem e se as deixarem ultrapassar o medo. Este é um tema poderoso e mostra que Rita Redshoes é uma maravilhosa cantora, independentemente da língua em que esteja a cantar.

 

 

Segue-se “Desire but no fire”. O inglês volta a ser a língua escolhida para evocar o fogo do desejo e as aspirações que cada um tem. Neste tema, para além da bateria ou das teclas, temos uma maravilhosa secção de cordas que ainda atribui mais força à interpretação da cantora portuguesa.

 

 

“Any other choise” deixa de lado uma cadência mais calma que pode ser encontrada em outras músicas que fazem parte deste novo disco. Este é um tema mais próximo da pop e da indy com alguns toques de rock mas sempre bem doce, feminino mas com garra, que pode ser sentida na presença da guitarra.

 

 

Estes são alguns dos temas a destacar do novo disco. “Her”, para além de ser uma reflexão ao papel das mulheres na sociedade contemporânea, é uma crítica aos homens mas sem pretender ser feminista. É uma crítica construtiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.