Deep Purple estiveram como sempre, UHF honraram rock português

_MG_1256

 

Depp Purple regressaram ontem a Portugal, num espectáculo inserido na “The Long Goodbye Tour”, que indicia mas não significa o definitivo adeus da banda aos palcos. A primeira parte esteve a cargo dos UHF.

 

 

Os UHF com António Manuel Ribeiro na voz e guitarra, António Côrte-Real na guitarra, Luís Simões no baixo, Fernando Rodrigues nas teclas e Ivan Cristiano na bateria tiveram a responsabilidade de abrir o espectáculo e aquecer o muito público na MEO Arena. Provaram que estão melhores que nunca. São uma máquina que parece cada vez mais oleada, com os seus temas a ultrapassarem gerações e a serem cantados a plenos pulmões por público que vai dos 8 aos 80. Do alinhamento constaram temas como “Rua do Carmo”, “Matas-me com o teu olhar”, “Menina estás à janela” de Vitorino mas em verão rock, entre outros. Os UHF honraram o rock português e a música de qualidade. Parte do cachet deste concerto e merchandising vendido neste concerto será doado aos bombeiros de Pedrógão Grande.

 _MG_0610

 

_MG_0893

 

_MG_0976

 

Público já tinha afinado as gargantas e estava pronto para Deep Purple. A banda constituída por Ian Gillan (voz), Steve Morse (guitarra), Roger Glover (baixo), Ian Paice (bateria) e Don Airey (teclado) não deixou créditos por mãos alheias e colocou os fãs ao rubro. Do mais novo disco ouviram-se quatro temas: “Time for Bedlam”, “Johnny’s Band”, “The Surprising” e “Birds of Prey”, mas os melhores momentos de união entre banda e público aconteceram com os clássicos: “Perfect Strangers”, “Smoke on the Water” (contou com o ‘coro da MEO Arena) ou “Black Night”. Houve ainda uma versão de “Cheira Bem Cheira a Lisboa” num solo do teclista.

 

_MG_1329

 

_MG_1096

 

_MG_1144

 

_MG_1212

 

_MG_1243

 

_MG_1288

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6322 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.