Dia da Tauromaquia pretende que se “valorize todos esses valores da tauromaquia e que tenha as portas abertas a qualquer pessoa”

Toureio.pt

O Salão Nobre do Campo Pequeno, em Lisboa, recebeu esta quinta-feira a apresentação do Dia da Tauromaquia.

Uma apresentação com pouca adesão, pouca imprensa e poucos aficionados, mas como disse Paulo Pessoa de Carvalho (em representação da Prótoiro) “não interessa se somos poucos, interessa que somos bons”.

O programa já era conhecido, desde o dia anterior, mas foi apresentado em detalhe por Helder Milheiro, cabendo a Nuno Pardal falar sobre o cartel do festival taurino.

Posteriormente, os cavaleiros António Ribeiro Telles, Ana Batista e Luís Rouxinol Jr. prestaram declarações e responderam a perguntas.

Paulo Pessoa de Carvalho, questionado pelo Infocul, revelou que institucionalmente a Prótoiro enviou convites ao Presidente da República, Primeiro-Ministro, Ministra da Cultura e Presidente da Câmara Municipal de Lisboa (além de outros políticos), mas que até ao momento não obteve resposta. Espera a presença de políticos mas não dos atrás mencionados.

Paula Mattamouros Resende, administradora do Campo Pequeno, marcou presença na conferência mas não prestou declarações.

No festival taurino haverá novidades em termos de funcionamento do festejo no sentido de reduzir o tempo do mesmo (os toureiros no final das lides, agradecem no centro da arena e apenas darão volta com unanimidade do público).

No final da apresentação à imprensa, Helder Milheiro prestou declarações ao Infocul.pt e sobre o orçamento para o Dia da Tauromaquia revelou que “é uma informação que não achamos relevante ser pública. Posso dizer que é o dobro do ano passado, porque é um programa muito mais alargado e muito mais oneroso”.

Questionado sobre o valor do orçamento no ano anterior, explicou que “foi de alguns milhares de euros. Essa informação não é relevante”.

No Dia da Tauromaquia, a Prótoiro conta “sempre uma grande equipa de voluntários neste dia. Em relação às crianças, elas serão acompanhadas por assistentes que zelarão pela sua segurança, portanto estarão acompanhadas de pessoas preparadas para lidar com crianças e que estarão ali junto delas”, disse-nos quando questionado sobre as várias actividades e em especial as dedicadas aos mais novos.

Ele é feito para valorizar esta área cultural, para a reposicionar e para mostrar uma tauromaquia aberta, que é aquilo que a tauromaquia é. Vamos fazer um evento que valorize todos esses valores da tauromaquia e que tenha as portas abertas a qualquer pessoa. Razão pela qual, até pelo próprio custo do evento, ele é 99% gratuito. O objectivo é abrir as portas e deixar que todos possam contactar e conhecer a tauromaquia e nas suas mais diversas vertentes”, disse sobre o Dia da Tauromaquia.

Destacou ainda o objectivo de “reposicionar o evento, daquilo que a marca Touradas pretende também ser na sua estratégia, em termos públicos é este o caminho. Queremos ter cada vez mais orçamento, para fazer cada vez mais um evento mais longo. Posso dizer-lhe que na nossa opinião, na nossa estratégia, o objectivo é que este evento possa vir a ser de dois dias. Não seja apenas um dia, mas que ocupe um fim-de-semana por exemplo. Teremos de o fazer passo a passo até chegar a essa situação”.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6663 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.