Diego El Cigala presta homenagem à salsa em “Indestructible”

diego-el-cigala-indestructible-cd

 

“Indestructible” é o mais recente álbum de Diego El Cigala, vencedor de um Grammy latino pelo trabalho que realizou com a música tropical ou o tango argentino. No último álbum o cantor homenageia a salsa, um dos ritmos mais dançáveis da música latina.

 

 

Neste trabalho podemos encontrar todo o mundo latino, que vai da Colômbia a Porto Rico e da República Dominicana aos Estados Unidos, sem esquecer Espanha e o seu tradicional flamenco ao qual é adicionado um conjunto de guitarras, um coro de vozes (masculino e feminino), o cajón (caixa de percussão) e as palmas. Neste disco pode ser feita uma homenagem à salsa mas sem nunca esquecer o ritmo que deu origem aos restantes, o flamenco. Neste álbum participaram músicos como Oscar D’Leon, Bobby Valentin ou Larry Harlow.

 

 

De “Indestructible” várias são as canções que se destacam. No novo álbum do músico, como segundo tema, podemos encontrar a história de “Juanito Alimaña”. Esta música faz lembrar os saudosos anos 60 ou o fim de tarde num qualquer bar do Caribe junto à praia e depois de um copo de rum o ritmo convida ao movimento dos corpos. A voz de Diego El Cigala dá o ponto de partida a esta música que é acompanhada pelo trompete, percussão e a guitarra flamenca.

 

 

“Periódico de ayer” traz uma impressionante interpretação de Diego El Cigala e mostra, aos mais distraídos, o que é a salsa e como esta se tornou um dos ritmos de dança mais conhecidos em todo o mundo.

 

 

“Indestructible” é composto por 11 temas. O oitavo tema do disco dá o título ao mesmo. Esta é uma música que dá vontade de lançar e faz lembrar os ritmos cubanos ou a bachata. Estes ritmos convidam-nos a dançar. Nesta canção impera a percussão, saxofone e os pratos. Estes três instrumentos acompanham a voz de Diego El Cigala, o “Rei do Flamenco”.

 

 

Segue-se “El ratón”, o nono tema deste disco. Esta é uma música mais calma e onde, mais uma vez, a voz de El Cigala marca o ritmo de todos os restantes elementos que compõe esta composição, como é o caso da percussão. Este é o canto de todos os latinos espalhados pelo mundo e que, mesmo longe, cantam a “saudade” das suas praias de areia dourada e os momentos simples que compõe a vida.

 

 

O penúltimo tema deste trabalho é “Hacha y machete” que se inicia com uma introdução instrumental surpreendente e que, mais uma vez, nos mostra Diego El Cigala como uma das principais vozes latinas da actualidade.

 

 

“Indestructible” é um convite à dança e uma homenagem aos autores e intérpretes de salsa, género sem fronteiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.