Diego Miranda: “O UNITE With Tomorrowland é mais uma experiência do que um evento e nesse sentido vai trazer algo inovador a Portugal”

D.R.

 

 

A 27 de Julho, Portugal recebe pela primeira vez o UNITE With Tomorrowland, que realizar-se-á na cidade do Porto.

No Parque Oriental, da cidade invicta, o evento organizado pela UAU e PEV Entertainment conta no cartaz com Alok, Martin Solveig, Robin Schulz, Carnage, Diego Miranda e Miguel Rendeiro.

O UNITE With Tomorrowland, que se realiza pela primeira vez em Portugal, é um evento de um dia sem fronteiras que para além de trazer ao palco do Porto DJs nacionais e internacionais, liga via satélite a Bélgica e o resto do mundo através de uma ligação live do palco principal do Tomorrowland. Este ano os DJs escolhidos para participarem nesta ligação são Vini Vici, David Guetta e Dimitri Vegas & Like Mike. Os efeitos especiais em sincronia com o espectáculo na Bélgica, combinados com o cenário típico do Tomorrowland vão fazer do UNITE With Tomorrowland um momento único”, refere a organização.

O Dj Diego Miranda, português e que já participou no Tomorrowland na Bélgica, conversou com o Infocul e destacou a importância deste evento em Portugal.

 

O Diego já teve oportunidade de actuar no Tomorrowland, mas na Bélgica. Para quem nunca assistiu a este evento, como o descreve?

Indescritível, é sem dúvida uma experiência única! Desde a produção de visuais, à grandeza dos palcos, o leque de artistas e sobretudo o público que vem de todo o mundo, com as suas bandeiras e alegria, fazem deste o maior evento do mundo.

O Diego é considerado o mais importante DJ nacional. Começo por questionar se isto lhe dá estimulo ou responsabilidade?

Não vejo as coisas dessa forma, o que eu tento sempre fazer é dar o meu melhor, sejam em que circunstâncias forem! Ser considerado número 50 do mundo é que me dá uma maior responsabilidade, mas também um grande estimulo que me faz continuar a dar sempre o meu melhor!

Ter este evento em Portugal é um motivo de orgulho?

Apesar do tamanho sempre fomos grandes [sorri] não podia estar mais feliz! O UNITE With Tomorrowland acontecer em Portugal significa estarmos conectados ao mundo e ao mais prestigiado evento de música electrónica de sempre. Todos vão poder sentir o mood & feeling do Tomorrowland aqui no nosso país, é sem duvida um grande orgulho!

Qual a importância, para si, de poder integrar este cartaz?

Já há 4 anos consecutivos que o Tomorrowland Bélgica faz parte da minha carreira e é com muito orgulho que agora vou poder adicionar o UNITE With Tomorrowland Portugal e espero o primeiro de muitos!! vai ser sempre mais um grande marco na minha carreira.

Esta interacção entre os artistas, ao vivo e através de satélite, acaba por ser uma experiência enriquecedora e diferenciadora?

Completamente! Ao mesmo tempo que é muito bom para aquelas pessoas que não podem assistir presencialmente conseguirem ver e sentir um pouco do espectáculo! É surpreendente onde a tecnologia já nos levou.

Em termos de discografia e agenda quais as novidades de Diego Miranda?

Tenho vários temas novos prestes a sair! Tenho feito algumas colaborações com artistas nacionais, entre eles os D.A.M.A e os Karetus com quem fiz um tema novo que partiu de uma ideia do duo com quem trabalho há algum tempo. O título é “Hakuna Matata” e promete explodir com as pistas de dança por todo o mundo!!! Em paralelo tenho outros projectos internacionais, como por exemplo uma música com Nick Jam outra com Zionn and Lennox e voltei a trabalhar com a Tara Macdonald, temos um tema que vai sair brevemente. Vou ter alguns espectáculos agora no verão em Portugal mas depois vou regressar à Asia e Brasil para outros grandes festivais entre os quais Rock in Rio Brasil! É o país onde tenho muitos fãs a par de Portugal e China.

Qual a importância de poder ter um evento desta dimensão no seu país, enquanto DJ?

Ter um evento destes é importante por ser um “open mind” mundial! Em termos de música mas também de estilos! Quando me apresentar lá fora já vão associar Portugal como sendo um dos palcos do maior evento do mundo. [sorri].

Este será o primeiro UNITE With Tomorrowland, em Portugal. Espera que se repita?

Claro que sim, o UNITE With Tomorrowland é mais uma experiência do que um evento e nesse sentido vai trazer algo inovador a Portugal. Existe uma grande família “TML” no nosso país por isso estou certo que vai ser um dia com uma energia muito especial, quero muito que se repita até para podemos dar mais a conhecer o nosso país ao mundo!

Sente que os Dj’s são valorizados em Portugal?

Foi em Portugal que me iniciei, foi em Portugal que fui muito acarinhado, que corri norte a sul do país vezes sem conta, por muitos anos e apesar de cada vez ter mais uma carreira internacional, cada vez que volto é como se nunca tivesse saído. Somos um país pequeno com grande talento!

Como convida o público a marcar presença no Porto?

Nem preciso dizer muitas palavras porque só o mood Tomorrowland já diz tudo [sorri] nos vários Tomorrowlands na Belgica por onde passei encontrei muitos fãs do Norte, imaginem agora o que é este evento acontecer no próprio país e divulgado para todo o mundo! Vai ser incrível! Portugal será um ponto de referência no mundo da musica electrónica.

D.R.

 

Nesta edição será revisitado o tema do Tomorrowland de 2017, trazendo a Portugal, Espanha, Grécia e Malta o palco Amicorum Spectaculum, uma estrutura com cinquenta metros e ecrãs gigantes que vão permitir viver o ambiente único do Tomorrowland.

O Unite With Tomorrowland Porto é um evento cashless, o que significa que quem garantir o seu lugar irá receber em casa a pulseira que não só dará acesso a este espectáculo, como será o único método de pagamento no recinto. Estas pulseiras poderão ser carregadas antes da data do evento via MB Way, referência multibanco, cartão de crédito ou Paypal”, informa a organização.

Os bilhetes estão disponíveis em Ticketline.pt (60€ relvado e 150€ acesso VIP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.