“Era impensável comemorarmos Amália sem falarmos do ‘Odemira recorda Amália”, diz vereadora de Odemira

João de Sousa / Infocul.pt

 

 

As celebrações do Centenário de Amália iniciar-se-ão no Brejão, em Odemira, localidade onde Amália tinha a sua casa de férias.

Após a apresentação, de parte, das celebrações, o Infocul falou com a vereadora Deolinda Seno Luís, do Município de Odemira, sobre a importância do município integrar estas celebrações.

Como diz e muito bem, era impensável comemorarmos Amália sem falarmos do ‘Odemira recorda Amália’, que é um evento que já acontece há 4 anos a esta parte, sempre em articulação com a Fundação Amália Rodrigues e que assinala no concelho de Odemira, na freguesia de São Teotónio, na localidade do Brejão a presença da Amália Rodrigues, porque lá era o refugio dela, onde tinha a sua casa de férias, e onde ela se podia assumir como simples mulher, que era mulher do povo, e onde deixou tantas memórias associadas à sua vivência e afectos que por lá deixou. E então em homenagem a isso a câmara municipal de Odemira entendeu que deveria fazer jus a essa legado a essa memoria colectiva, e há 4 anos a esta parte organizou um evento que é o Odemira recorda Amália, que assinala no ano da sua morte, porque infelizmente no dia 5 de Outubro ela sentiu-se mal na sua casa de férias no Brejão, sendo que teve a preocupação de se deslocar aqui para esta casa, vindo a falecer na madrugada do dia 6 de Outubro. E então em homenagem a ela, nós no dia 6 de Outubro assinalamos sempre com um conjunto de actividades e este ano também não vai ser novidade, apenas o facto de estarmos integrados no centenário da dona Amália, e portanto o que vamos ter é a abertura da casa à população, depois temos uma missa campal, uma missa cantada com fados de Amália Rodrigues celebrada pelo Sr. Padre Júlio Lemos, pároco da freguesia, e que já aconteceu o ano passado num espaço idílico, com o mar atrás junto à casa dela”.

Acrescentou ainda de que “vamos passar o filme Amália Rodrigues na associação do Brejão, para as pessoas recordarem a vivência da Amália Rodrigues e vamos ter como é habitual a grande noite de fados, cujo os nomes eu me reservo ainda a não anunciar, mas estamos em negociações com a Música no Coração, como é habitual noutras edições que através da Rádio Amália naturalmente também, e também fruto com a ligação que temos com o Luís Montez, que é o promotor do MEO Sudoeste e que está muito ligado ao concelho de Odemira, tem sempre a delicadeza de nos sugerir nomes para que possam integrar as actividades”.

A vereadora disse ainda que “teremos eventualmente mais actividades, desta linha, mas teremos mais actividades naturalmente em 2020 onde se celebra os 100 anos do nascimento de Amália Rodrigues, mas dá-nos muita honra estas celebrações se iniciarem no dia 12 de Outubro, com Amália, com Brejão e com o concelho de Odemira”.

Até ao momento as actividades anunciadas publicamente para Odemira, integrando as celebrações do centenário de Amália, são:

Odemira recorda Amália

Visita à casa de férias, a Herdade Amália no Brejão

Projeccão do filme ‘Amalia’ no Centro Sociocultural do Brejao.

Missa campal na Herdade Amália

Noite de Fado no Centro Sociocultural do Brejão.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6432 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.