Esperanza Fernández  declara “um carinho muito grande pelo Alentejo”

Esperanza Fernandez

 

O Terras sem Sombra concretizou hoje a primeira etapa da “Embaixada do Alentejo” em Sevilha com a conferência de apresentação do festival que se realizou no Consulado-Geral de Portugal. 

 

 

Na conferência de imprensa estiveram presentes os autarcas de todos os municípios que integram o projecto em 2017, alguns dos artistas que actuam este ano, como Esperanza Fernández, Miguel Ángel Cortés e Fahmi Alqhai e, também, o maestro brasileiro João Guilherme Ripper, presidente do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, o compositor da primeira ópera construída no Baixo Alentejo.

 

 

O cônsul-geral de Portugal em Sevilha, Jorge Monteiro, destacou “a existência de um Alentejo moderno que se perfila como um destino de excelência para a música erudita em cenários de excepção“. Por sua vez, o presidente da ARPTA, Vitor Silva, salientou o Alentejo “como um território de experiências únicas, como as proporcionadas pelo Festival“.

 

 

E por fim, o director artistico, Juan Ángel Vela del Campo, sublinhou que “Portugal oferece algo que em Espanha já se perdeu, a capacidade de bem acolher”.

 

A Escola Profissional de Alvito foi a entidade responsável pela concepção dos produtos regionais que se puderam degustar no final. Fizeram ao vivo uma Encharcada do Convento de Santa Clara e um shot de Açorda Alentejana e pôde-se provar Migas Alentejanas com uma espetada Terra e Mar, salada de batata e pimentos assados com Cavala.

 

 

Uma característica que este projecto conseguiu ao longo dos anos prende-se com a articulação das vária entidades da região para levar a cabo tanto um festival de referência internacional como esta “embaixada”, a qual reúne, mais uma vez, os municípios de Almodôvar, Sines, Santiago do Cacém, Ferreira do Alentejo, Odemira, Serpa, Castro Verde e Beja. Juntam-se-lhes a Direcção Regional de Cultura, a Direcção Regional da Conservação da Natureza e Florestas e a Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo. O Festival é organizado pela associação Pedra Angular e pelo Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja.

 

 

Com o intuito de aprofundar os laços já criados, esta “embaixada” contempla ainda, um encontro entre autarcas e agentes culturais e económicos. A comitiva portuguesa será recebida no dia 3 de Fevereiro pelo Alcaide de Sevilha e pelo presidente da Diputación Provincial.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6771 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.