“Eu, Tu e a Terapeuta”: Uma comédia a que pode assistir no Trindade por apenas 10 euros

previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider

Estreia a 07 de Abril no Teatro da Trindade Inatel, sala Estúdio, em Lisboa a peça “Eu, Tu e a Terapeuta” produzida pela Buzico!, encenada por Hugo Franco, interpretada por Miguel Dias, Isabel Ribas e Joana Bastos, num texto de Eduarda Laia.

 

Nesta peça assistimos à primeira sessão de terapia de casal de Henrique e Cecília (Miguel Dias e Joana Bastos), que casados há sete anos, estão na afamada “crise dos sete anos” como diz Cecília a certo momento da terapia. Isabel Ribas é a terapeuta, com uma postura formal, tranquila e que tenta ter êxito nesta terapia. Será que consegue ajudar este casal?

 

 

"Eu, Tu e a Terapeuta" acompanha na íntegra a primeira sessão de terapia de casal a que Cecília decide recorrer numa desesperada tentativa de salvar o seu casamento com Henrique, que apenas acede a ir com a mulher à consulta para a calar. Ao contrário de Cecília, que recorre a ajuda profissional por acreditar que existe salvação para o casamento, Henrique acha a ideia um disparate e uma perda de tempo, pois tem a certeza de que nada nem ninguém conseguirá resolver os problemas entre o casal, pelos quais culpa a mulher.

 

 

Esta primeira sessão vai ser um desastre e tudo porque Henrique só foi à terapia para calar a mulher e aproveita todas as deixas da terapeuta para ser inconveniente e não colaborar no que lhe é pedido. Por sua vez Cecília fica furiosa com as atitudes de Henrique.

 

 

E a terapeuta? Será que é assim tão profissional? Será que não tenta resolver os problemas dos outros para encarar os seus? Estas questões deixaremos em aberto para que quando assistir à peça possa encontrar as respostas.

 

 

Nesta peça assistimos a algo que só o teatro permite, que é sermos transportados para dentro da cena, ou seja também o público está numa sessão de terapia, pois sendo uma comédia, fará também pensar. Pensar nos relacionamentos, pensar nas atitudes. Tem uma extraordinária encenação, que se vê e sente na representação do trio de actores, sendo o texto também ele de grande qualidade.

 

 

O Infocul.pt esteve no ensaio de imprensa e falou com os actores, autora e produtor. Eduarda Laia, a autora do texto revela-nos que este texto “não foi baseado numa história da vida real, foi inspirado na vida” tendo sido escrito “cerca de um ano”.

 

 

Miguel Dias começou por nos dizer “que tinha muitas saudades de fazer teatro, agora tenho também outra peça com o Heitor Lourenço pelo país, Ai os Cangalheiros, mas já não fazia há muito tempo, a última tinha sido um musical infantil, A Bela e o Monstro, e já foi há três anos”. Quanto ao seu Henrique, “é aquele homem que está casado há sete anos e acha que as mulheres complicam tudo. Um tipo muito gozão, muito divertido”. Para Joana Bastos, a sua personagem Cecília é “uma representação estereotipada daquilo que é uma mulher no casamento” fazendo a ressalva que “sendo uma comédia fazemos com humor os conflitos que surgem num casal”.

 

 

A terapeuta nesta peça é interpretada por Isabel Ribas que define a sua personagem como “calma, concentrada”. Questionada se esta terapeuta fala dos problemas dos outros para não encarar os seus, a actriz disse-nos que “sim porque ela não resolveu nem encara os dela” acrescentando que “é uma forma de se esconder”. Revelou-nos ainda que “primeiro li o texto, não falei com nenhum terapeuta, vi em televisão e cinema” para preparar o seu personagem.

 

 

O produtor Duarte Nuno Vasconcellos falou-nos sobre as vantagens que o público pode ter na aquisição de bilhetes pois tendo em conta que o bilhete tem o custo de 10 euros, há ainda descontos dos quais pode usufruir. “As pessoas que têm o cartão da FNAC têm um desconto especifico na FNAC, depois há um conjunto de parceiros nossos que também têm descontos, há os descontos normais em teatro que tem a ver com a idade (maiores de 65, menores de 30), há um desconto especial para sócios do Inatel e há jum desconto especialíssimo, mas este apenas nas bilheteiras do teatro, em que às quintas-feiras é o dia do espectador e há um desconto de 50%”, ou seja um casal pode assistir à quinta-feira por 10 euros ao espectáculo.

 

 

O espectáculo estará em cena de 7 a 24 de Abril. As sessões decorrem de quinta a sábado às 21:45 e no domingo às 17:00.

 

Fotografia: Rui Raposo

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 07/04/2016


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

_