Exposição de Candido Portinari no Museu do Neo-Realismo em Vila Franca de Xira

 

 

 

Na celebração do seu 11.º aniversário, o Museu do Neo-Realismo em Vila Franca de Xira apresenta, de 20 de Outubro de 2018 a 03 de marco de 2019, a Exposição Candido Portinari em Portugal.

 

 

 

Esta será uma oportunidade única para contactar com as passagens e a presença deste nome maior da pintura brasileira no nosso País, bem como a sua proximidade com o ideário neorrealista português. A exposição “Candido Portinari em Portugal” tem o Alto Patrocínio do Presidente da República e inaugura no dia 20 de Outubro (sábado), pelas 16:00, contando com as presenças do Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, da Diretora do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, Mónica Xexéo e do filho de Candido Portinari, Prof. João Candido Portinari.

 

 

O principal destaque desta Exposição é sem dúvida a mítica obra Café, generosamente cedida pelo Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, e que regressa ao nosso País 78 anos depois de estar exposta pela primeira vez em 1940, no Pavilhão do Brasil na “Exposição do Mundo Português”. Mas este projecto expositivo, com curadoria da directora científica do Museu, Raquel Henriques da Silva, e de Luísa Duarte Santos, apresenta-nos também outras obras relevantes, reunindo no Museu do Neo-Realismo todas as que existem em Portugal de Candido Portinari e que, à volta de Café, permitirão celebrar o artista estrangeiro que mais obras tem em Portugal. Candido Portinari em Portugal apresenta pinturas e desenhos cedidos pelo Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado (Lisboa), Museu Nacional Soares dos Reis (Porto), Museu Calouste Gulbenkian (Lisboa), Casa da Achada – Centro Mário Dionísio (Lisboa), Museu Ferreira de Castro (Sintra) e Fundação Millennium BCP (Lisboa), para além de importantes fundos documentais do próprio Museu do Neo-Realismo (Vila Franca de Xira), numa Exposição de grande qualidade e de dimensão internacional, o que vem sublinhar também as características únicas do Museu do Neo-Realismo no panorama cultural português.

 

 

Ao longo dos 11 anos de existência do Museu do Neo-Realismo nas atuais instalações, projetadas pelo Arq.º Alcino Soutinho, têm sido exponencialmente multiplicadas as redes de contactos e as colaborações com curadores e Universidades, que têm trazido novos olhares sobre o movimento neorrealista e as suas diversas expressões artísticas. Vocacionado para o estudo e divulgação deste movimento literário, o Museu do Neo-Realismo, cuja gestão está a cargo da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, tem vindo a promover uma prática continuada de investigação em torno do seu património, apostando, simultaneamente, em conteúdos programáticos de rigor crítico e amplitude interpretativa.

 

 

Desde outubro de 2007, o Museu produziu uma média de 10 exposições biobibliográficas, documentais e de artes plásticas por ano, a maioria das quais documentadas pela edição de catálogos. O Museu do Neo-Realismo tende hoje a ultrapassar as fronteiras da sua vocação temática original para se situar, cada vez mais, no território das ideias e da cultura do século XX, relacionando assim outras correntes literárias, artísticas e de pensamento.

 

 

O Museu do Neo-Realismo tem vindo a obter um importante reconhecimento por parte da APOM – Associação Portuguesa de Museologia, que lhe atribuiu vários prémios, ao longo dos anos:

2007 – Prémio melhor catálogo (ex-aequo) “Batalha pelo conteúdo – movimento neo-realista português”

2011 – Menção honrosa para a exposição “Tarrafal – Memória do Campo de Concentração”

2012 – Prémio melhor serviço de extensão cultural com as comemorações do “Centenário de Alves Redol”

2014 – Prémio melhor catálogo “A doce e ácida incisão – a gravura em Contexto (1956-2004)”

2017 – Menção honrosa para exposição “Os ciclos do arroz” | Prémio Pró-Autor da Sociedade Portuguesa de Autores, como forma de reconhecimento pelo contributo da instituição na promoção dos valores culturais e da cidadania em Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.