Feira da Moita. Cuqui toureia na ‘sua’ praça: “Sinto-me feliz por este dia estar a chegar.”

O 41º matador português, Joaquim Ribeiro Cuqui, tomou a Alternativa a 19 de Agosto na Praça de Touros “Plaza Caliente” na cidade mexicana de Tijuana. Já nesse mesmo país, tinha debutado com picadores a 1 de abril de 2012.

Cuqui toureia a 16 de Setembro na Praça de Touros Daniel do Nascimento, numa corrida em que estarão, em praça, três matadores portugueses diante de touros da ganadaria Palha.

Este jovem matador teve os seus inícios na escola taurina da Moita, onde hoje é professor e encara esta tarefa com a máxima responsabilidade. É sem dúvida uma responsabilidade transmitir aos mais novos o que é o toureio. As escolas de toureio são um pilar importante da tauromaquia, para que esta tenha um futuro de qualidade e os nossos sucessores tratem o toureio com respeito e dignidade.”

Cuqui, como novilheiro, foi presença assídua dos mais importantes ‘cosos’ taurinos portugueses e saiu como ‘sobresaliente’ de quase todas as figuras do toureio apeado, nas suas vindas a Portugal.

O jovem matador considera que teve um percurso profissional “bonito, com poucos festejos, mas vividos com intensidade!” 

Considera que vive “em Toureiro” e que durante estes anos sempre foi procurar o “seu toureio” para “evoluir e aprender” e que inclusive o tempo que esteve sem tourear fê-lo “amadurecer como homem e como toureiro”.

 

O matador obteve recentemente um forte triunfo nas Caldas das Rainhas, a 15 de Agosto, o qual veio afirmar as qualidades técnicas do matador perante os aficionados e a imprensa. Sobre essa tarde Cuqui confirmou-nos que “as Caldas irão marcar para sempre a minha vida: por ter sido a minha apresentação de Matador em Portugal, pela figura do Maestro Manuel dos Santos, pelo brinde aos seus Bisnetos, pela amizade que tenho pela família Dos Santos, pela faena que consegui, pelas boas amizades que tenho nas Caldas e por tudo o que me trouxe de bom, aquele dia!” mas não só as Caldas marcarão o percurso profissional deste matador, já que a Praça de Touros da Moita é a sua segunda casa e é sempre com muita responsabilidade que Joaquim Ribeiro Cuqui se apresenta na praça da sua terra, Moita.

 

Cuqui mostrou-se feliz citando o Maestro Rodolfo Rodrigues El Pana, “como dizia o Maestro “El Pana” ‘não há dia que não chegue nem data que não se cumpra’. Sinto-me feliz por este dia estar a chegar. Tourear na minha praça, junto das pessoas que me viram crescer como toureiro e pessoa… é um Sonho! Fiz tantas e tantas faenas sonhadas de Toureio de Salão na minha Praça!”

 

Para este tão esperado regresso aos ruedos da Moita, para actuar e não apenas para ensinar, o matador confessou-nos as suas expectativas e as responsabilidades que esta data acarreta, não só para si mas também para o toureio apeado português: “Na temporada passada, a Praça de Touros do Campo Pequeno deu uma corrida só com matadores portugueses e no seguimento dessa corrida no Campo Pequeno, o público e os profissionais do toureio viram a dimensão que o toureio a pé pode dar a Portugal. A corrida dos Matadores na Moita, integrada nesta feira, irá reforçar o mesmo. Será uma noite importante neste sentido! É urgente que os empresários vejam a que a corrida mista e a corrida apeada deve voltar a ter o sítio, que outrora teve!”

 

Para esta noite o traje de luces já esta decidido, mas a cor não foi desvendada, porém o matador desvendou-nos uma reflexão que ao mundo taurino português atual, faz todo o sentido: “ Num momento em que somos alvo de tantos ataques do exterior, nós os profissionais deveríamos preocupar-nos e ter mais sensibilidade na hora de ajudar. A melhor forma de prever o futuro é criá-lo!”

O Cartel de dia 16 de Setembro na Moita é o seguinte:

Dia 16 – 22:00 horas – Corrida de Toiros

Matadores: Nuno Casquinha, “Cuqui” e “Juanito”

Ganadaria: Palha

 

Entrevista e Texto: Sónia Batista
Coordenação e Edição: Rui Lavrador
Fotografia: Miguel Sousa Calçada

 

Sónia Batista

Sónia Batista iniciou a sua formação na escrita taurina na revista luso-espanhola Ruedo Ibérico em 2004 e desde aí procurou formação na área, em Portugal e Espanha. Ao longo dos anos colaborou com quase toda a imprensa taurina nacional e tem-se especializado na imprensa taurina internacional. Iniciou o seu percurso internacional no burladero.com em 2010, passando por vários órgãos de imprensa espanhóis até chegar em 2013 à prestigiada revista 6TOROS6, a qual considera a maior escola da escrita taurina.

Sónia Batista has 26 posts and counting. See all posts by Sónia Batista

Sónia Batista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.