O Festival Flamenco de Lisboa encerra a sua edição deste ano com um espectáculo de Eduardo Guerrero, na Aula Magna, a 29 de Novembro.

Em palco apresentará ‘Guerrero’, um espectáculo inspirado no livro ‘ A Arte da Guerra’, escrito pelo general Su Tzu, no Século IV a.c.

Neste livro, o general escreveu “A melhor vitória é vencer sem combater” e agora Eduardo Guerrero apresenta um espectáculo inspirado neste teatro de operações.

Um espectáculo centrado na sua, de Eduardo Guerrero, relação com as mulheres nesse território limite onde o sentimento convive com a sensualidade. É em linhas gerais, o seu pretexto, fazer da guerra uma arte.

Em palco estará acompanhado por Samara Montáñez, Maria del Mar Fernández e Anabel Rivera, nas vozes e palmas, e por Javier Ibáñez e Juan J. Alba nas guitarras.

Eduardo Guerrero destaca-se por ser um bailarino, e coreógrafo, da nova geração, impondo-se e causando impacto pela sua estética no baile e pelo físico imponente e carisma que impõe nos espectáculos.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6446 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.