O Coliseu dos Recreios recebeu este sábado a Film Symphony Orchestra com um espectáculo inserido na digressão A Melhor Música do Cinema: Especial John Williams.

Sob direcção de Constantino Martinez-Ortz, um espectáculo dentro do espectáculo, a FSO trouxe uma verdadeira maratona (abriu com hino dos jogos olímpicos) que passou por vários dos filmes que contaram com obras de John Williams.

Perante uma sala bem composta, mas não esgotada, e que soube aplaudir, por várias vezes, efusivamente a prestação da orquestra e as tiradas humorísticas do maestro, este serão demonstrou parte da vasta e valiosa obra de Williams, John Williams.

A Film Symphony Orchestra (FSO) é a primeira orquestra especializada em bandas sonoras e no Coliseu dos Recreios demonstrou o porquê do sucesso que tem tido.

Mágica, técnica, classe, dinâmica e impactante são alguns dos adjectivos com que poderíamos classificar a sua actuação.

A grande qualidade que se pode atribuir a Constantino Martínez-Orts é a marca que colocou em cada um das obras interpretadas. A dinâmica é diferente e os tempos ligeiramente mais rápidos. Explica cada obra, desde o original ao que apresenta em palco, falou num português com sotaque mas perceptivel e demonstrou um total e repleto respeito pelo público que o aplaudiu variadíssimas vezes.

Neste espectáculo recordou-se ainda o 50º aniversário da primeira nomeação aos Óscares, de John Williams, sendo assim apresentados, em duas partes, grandes títulos da sétima arte da autoria de Williams como Harry Potter, A Guerra das Estrelas, E.T., Nascido a 4 de Julho, Parque Jurássico, Hino dos Jogos Olímpicos, entre outros.

A capacidade de aproximar as pessoas da música clássica, de forma despretensiosa, natural e através do cinema, é acima de tudo um bem cultural de que devemos preservar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.