O Grupo de Forcados Amadores de Coruche está em grande destaque num dos maiores festivais internacionais de fotografia da Europa, que este ano decorre na Eslovénia no âmbito da candidatura de Kranj a Capital Europeia da Cultura 2025.

 

Cada elemento do grupo foi retratado individualmente por Horst Friedrichs, um dos fotógrafos mundiais mais premiado da actualidade, numa série a que deu o nome – Minotauro.

 

As obras vão ficar expostas durante todo o evento, entre os dias 5 e 13 de Novembro, para o qual os Forcados Amadores de Coruche foram nomeados embaixadores oficiais.

 

Para a PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia, a presença da cultura tauromáquica num festival internacional de fotografia é, naturalmente, um motivo de orgulho mas, acima de tudo, uma demonstração do interesse e potencial desta actividade cultural junto do público estrangeiro.

 

Ao fazer algo tão simples como respeitar a diversidade cultural dos artistas e promover a divulgação dos seus trabalhos, a candidatura de Kranj a Capital Europeia da Cultura é um exemplo para outras cidades. Ao contrário do que acontece em Portugal, onde se censura a tauromaquia como forma de arte que integra o universo cultural do País, a Eslovénia valoriza-a através da objectiva de um alemão“, afirma Hélder Milheiro, secretário-geral da PróToiro, referindo-se à recomendação do conselho estratégico da candidatura de Leiria a Cidade Europeia da Cultura, na qual renega a actividade tauromáquica enquanto expressão cultural da região.

 

A relação entre Horst Friedrichs e o Grupo de Forcados Amadores de Coruche, apesar de recente, é forte e alicerçada no respeito mútuo. Horst Friedrichs descobriu Portugal ainda este ano, mas rapidamente desenvolveu um fascínio particular pelo Ribatejo e Alentejo. Através da sua lente, Friedrichs captou o carácter forte e singular dos habitantes destas regiões, paisagens e tradições.

 

A Série Minotauro, que será retomada em breve, retrata não só o universo particular de tradição e vanguarda, carisma e carácter de cada membro do grupo, como o método de transformação de cada sujeito singular num membro activo de um grupo habituado ao ritual centenário da arena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.