Francisco Mota destaca a “falta de respeito pela nossa tradição e cultura e ainda de memória, porque o primeiro ministro sempre foi um defensor e impulsionador da nossa cultura tauromáquica”

D.R.

A Juventude Popular emitiu um comunicado  no qual recorda que “tem denunciado a falta de respeito deste governo assim como o ataque permanente à cultura e tradição portuguesa e até mais concretamente à tauromaquia“.

Francisco Mota, líder da Juventude do CDS, considera “a política do gosto, da perseguição e da imposição de uma agenda ideológica para a cultura não se compreende nem é aceitável.”

Um governo ou um deputado de Portugal, não pode impor o seu gosto, condicionar a liberdade cultural dos portugueses e gerir a coisa pública ao sabor dos seus interesses“, refere Francisco Mota.

António Costa está desesperado para aprovar o orçamento de estado e garantir o poder em si e no partido socialista“, afirma Francisco Mota, acrescentando que “este estímulo animalesco de sobrevivência demostra falta de racionalidade, falta de respeito pela nossa tradição e cultura e ainda de memória, porque o primeiro ministro sempre foi um defensor e impulsionador da nossa cultura tauromáquica, mas rapidamente se esquece desde que isso garanta o seu poder. Fraco muito fraco”, diz Francisco Mota.

Este é o estado da imposição, do educador para o socialismo e da liberdade comunista. Uma vez mais a entremeter-se na educação, responsabilidade da família e agora a montar uma grelha ideológica na televisão. Lembrem-se os portugueses quando forem votar que tipo de regime querem e que sociedade nos estão a querer impor. Não queremos ser a Venezuela da Europa,” alerta o presidente da Juventude Popular

O sector da cultura e dos eventos estão a passar por uma crise nunca antes vivida, não estando proibidos de trabalhar, não tem trabalho e esse é que deveria ser o foco de todo o governo em encontrar soluções para este sector e não a montar legislação contra a liberdade cultural e de imposição à agenda ideológica dos radicais”, rematou Francisco Mota

One thought on “Francisco Mota destaca a “falta de respeito pela nossa tradição e cultura e ainda de memória, porque o primeiro ministro sempre foi um defensor e impulsionador da nossa cultura tauromáquica”

  • Avatar

    Realmente este Francisco Mota tem cara de uma pessoa civilizada, mas para aí, pois as suas palavras e formas de pensar, nada condizem. Fala de cultura? Que cultura? A da tortura? A cultura da boçalidade e da violência gratuita, resquícios do espírito dos impérios romanos e afins, que promoviam espetáculos de combate e violência para entreter a prole e os controlar, à custa de escravos que não escolhiam esse destino e eram forçados a praticar as atrocidades para gaudio das multidões animalescas de cerebro limitado, pois os eruditos normalmente não frequentavam esses hábitos imundos dos espetadores e degradantes de espetadores e das vítimas desta prática cobarde.
    Este energúmeno só porque tem assento parlamentar deveria refletir melhor nas bacoradas que vomita pelo orifício de entrada alimentar do seu tubo gastro-intestinal. Provavelmente o mete pela boca tem a mesma qualidade (ou falta dela) do que mete no cerebro, pelo que o que profere pela boca estará ao mesmo nível (ou falta dele) das ideias e pensamentos que existem na sua massa encefálica. Com ideólogos (ou idotas) como este político (diria que é um candidato a um bom tacho, e não a ser um bom político), estaremos sempre lixados e tramados, pois se quem nos dirige for como ele (e há-os muitos como ele no meio em que ele se movimenta, considerando o que refiro mais ao nivel ético, mas não generalizo), nem pensar bem consegue, como será possível que possa venha a fazer alguma coisa de jeito?

    Quem sabe, este senhor possa refletir sobre as suas ideias atuais, e proceder a uma remodelação dos seus princípios e valores, pois isso é sempre possível, quando as pessoas se dispõem a isso, embora isso dê trabalho e exija honestidade intelectual, e consequente coragem tanto de caracter como nas atitudes para enfrentar os velhos do restelo e quejandos.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.