A Praça de Touros das Caldas da Rainha recebeu esta quarta-feira, feriado nacional do 15 de Agosto, uma corrida de touros à portuguesa. Está corrida celebrou os 25 anos do grupo de Forcados Amadores das Caldas da Rainha. Hoje, comemorar-se-ia 70 anos da data de alternativa de Manuel dos Santos, que dá nome a esta praça de Touros.

 

Em praça, estiveram os cavaleiros Filipe Gonçalves, João Telles Jr. e Francisco Palha, perante touros da Ganadaria Dr. António Silva. Pegaram os Forcados Amadores de Santarém e das Caldas da Rainha.

 

Filipe Gonçalves teve uma primeira lide pouco eficiente e em que não conseguiu estar por cima do seu oponente. Depois de dois compridos regulares, seguiu-se um primeiro curto de boa nota com batida ao piton contrário, com a lide depois a vir a menos com vários toques na montada, algumas passagens em falso e a insistir em sortes frontais com batida ao piton contrário. Uma lide longe do real valor de Filipe Gonçalves, que culminou com um ferro em sorte de violino e com um palmito. Pegou Lourenço Ribeiro, pelos Amadores de Santarém, à segunda tentativa. Destaque para a espectacularidade da pega. Volta para ambos e com o forcado ainda a ir ao centro a arena agradecer ao público que pedia mais uma volta.

 

 

João Telles Jr elevou a fasquia com uma boa lide. Entendeu bem o seu oponente e soube dar-lhe a lide adequada. Soube tourear, no verdadeiro sentido do termo, o astado e desenhar bem as sortes. Cravagens correctas, com algumas mesmo de boa nota e a rematar as sortes. Pegou Francisco Mascarenhas, cabo do grupo de Forcados Amadores das Caldas da Rainha, à quarta tentativa, depois de brindar aos antigos cabos. Mal o director de corrida a autorizar volta ao forcado, que justamente recusou dar. Apenas Telles deu volta, também autorizada.

 

Palha! Francisco Palha! Comecem a levar um desfibrilhador para as bancadas, de cada vez que o menino sai à arena. Palha é emoção. Palha toureia com critério, prepara bem as sortes, entra nos terrenos do touro e arrisca. Palha é a essência da tauromaquia em estado puro. Está num momento de grande forma. Depois de dois compridos regulares, cravou quatro curtos de parar corações, daqueles de suster a respiração. Dois toques na montada não mancham em nada uma lide de alto gabarito. Pegou, pelos Amadores de Santarém, António Taurino à primeira tentativa.

 

Neste espectáculo a destacar a entrega de uma oferenda ao grupo das Caldas por parte do grupo de Santarém e ainda vinhos da Vidigueira aos cavaleiros, cabos dos grupos e representantes da Ganadaria, sendo esta uma oferenda da empresa Rafael Vilhais. Foi ainda descerrada uma lápide homenageando o grupo das Caldas pelos 25 anos de existência.

 

Filipe Gonçalves voltou a estar irregular na lide do seu segundo touro. Apenas a destacar dois bons ferros curtos. António Cunha, pelos Amadores das Caldas da Rainha, pegou à primeira tentativa.

 

João Telles Jr teve uma lide de altos e baixos mas destacam-se dois bons curtos e culminando a lide com um violino e um palmito e ainda a boa brega do cavaleiro. Pegou Rúben Giometti à segunda tentativa, pelos Amadores de Santarém.

 

Francisco Palha voltou a estar francamente bem na lide do seu segundo touro. Ferros de boa nota, uma brega a levar o touro na montada e a pisar os terrenos do touro, transmitindo emoção às bancadas. Sofrer um ou dos toques por arriscar desta maneira deveria até ser prémio. Lourenço Palha, pelos Amadores das Caldas da Rainha, pegou à segunda tentativa.

 

A corrida foi dirigida por Francisco Calado.

 

Fotografia: Toureio.pt

Poderá ver a galeria de imagens completa AQUI.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.