‘Futebol, Fátima, Fado…e Facebook’, de Arlindo Homem, inaugurada em Tomar

 

 

 

A Casa Manuel Guimarães, em Tomar, recebeu este sábado a abertura da exposição ‘Futebol, Fátima, Fado…e Facebook’ do foto-jornalista Arlindo Homem. João Nuno Reis é o comissário da exposição.

Com longo percurso como repórter de imagem, destacando-se o seu trabalho ao serviço da Agência Eclésia, Arlindo Homem apresentou este sábado, em Tomar, uma exposição que já passou por Lisboa.

São 21 obras que abordam quatro temáticas que além da mesma inicial agregam parte dos gostos deste foto-jornalista. A presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, marcou presença no evento e usou da palavra. A destacar ainda um momento musical e de declamação poética.

O director do Infocul, Rui Lavrador, projecto no qual Arlindo Homem também colabora foi o orador fez a apresentação da exposição que estará patente a partir de hoje em Tomar.

No discurso que proferiu, Rui Lavrador, referiu que “numa jogada arriscada e em pleno contra-ataque perante as correntes fúteis que pairam no digital, como por exemplo o Facebook, Arlindo Homem mostra através do clique do seu olhar o quão mágico podem ser o Futebol, a Fé, o Fado e até…o Facebook”, acrescentando que “Futebol é paixão que salta do relvado para as bancadas. É juntar amigos e rivais numa junção de ideais e onde no final do jogo vence a amizade. A amizade por alguém que pode ser das maiores demonstrações de Fé que poderemos ter e na qual Fátima assume papel relevante em Portugal e no Mundo. Mundo que se rendeu e viu o Fado ser elevado a Património da Humanidade. As palavras dos poetas, os trinados das guitarras e a alma do Povo unem-se e transformam a mais simples realidade num mundo infinito de possibilidades. É esse mundo infinito de possibilidades que o Facebook também nos oferece. Separar o trigo do joio depende de nós”.

Recordou a ligação entre ambos, dizendo que “não é do Alentejo mas foi lá que os nossos caminhos se cruzaram. Inicialmente distantes, as estradas em que cada um caminhava foram aproximando-se e hoje damos os primeiros passos. O futuro…esse fica nas mãos de Deus e na vontade de Fátima. Porque na peregrinação, mais importante do que os passos, são os valores que carregamos. Cabe-nos nunca os perder”.

Depois de recordar algumas das menções e prémios de carreira, relembrou que “Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente dos Afectos, e o Papa Francisco que de Afectos promove a fé, são dois nomes maiores que sabem o que é ser ‘apanhado’ pelo olhar, também ele, emocional de alguém que nem com a máquina na mão é muito racional. O Clique é o momento em que o afecto dispara e o momento eterniza”. Explicou ainda que “a sua inserção na equipa que lidero foi natural, sem planeamento ou pedidos de parte a parte. Conheço-lhe as manhas, os defeitos e as virtudes. Sei como elogiar ou criticar o que me apresenta. Sei como o guiar, porque ele assim também o permite”, deixando o conselho aos presentes e a todos os que visitem a exposição, “mais do que imagens, apreciem a Arte. Porque a Fotografia é a Arte que não precisa de descrição e que dá a cada um a possibilidade de a descrever consoante o que a alma capta”.

 

Texto: Rui Lavrador
Fotografia: Fernando Pena

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6407 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.