The Gift apresentam “Altar” no Centro Cultural Vila Flor

the gift

 

Os The Gift apresentam “Altar”, o novo disco da banda produzido por Brian Eno, no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor (CCVF), em Guimarães, na sexta-feira, no dia 21 de Abril, às 22:00. Neste espectáculo será apresentado um forte conceito visual que se funde com a actuação ao vivo do grupo de Alcobaça e da voz poderosa da sua vocalista, Sónia Tavares.

 

 

A cidade-berço será uma das primeiras cidades a conhecer o novo trabalho, que oscila entre a pop alternativa e a electrónica, deste grupo e que é produzido por Brian Eno, que também empresta a sua voz ao tema “Love Without Violins”, e Flood. Todas as músicas deste álbum são cantadas em inglês, apesar de, em trabalhos anteriores, ser habitual incluir um tema em português. Contudo, a questão da língua nunca foi um tópico sensível para a banda, que acredita que a música transpõe todas as barreiras da linguagem. Trata-se, antes, de uma questão de comunicação que acontece com o olhar, com a expressão, com a emoção que se coloca no que se faz.

 

 

Este cd marca um percurso com mais de 20 anos.

 

 

Estamos a viver o melhor momento das nossas vidas… Precisamos de estar na banda há 21 anos para ter esta oportunidade de trabalhar com este produtor“, explicou Nuno Gonçalves em entrevista ao jornal britânico “The Independent”.

 

 

“Altar” é composto por 10 temas que foram feitos ao longo de dois anos. Este álbum traduz um percurso que revela a ambição da banda em não se acomodar a um trajecto já consolidado em Portugal e Espanha, a vontade de se reinventarem e traçarem novas metas para uma carreira que parece que se relança a cada disco com uma força renovada: “Às vezes é preciso que chegue o momento certo para trabalhar com determinadas pessoas, e nós já não somos miúdos, sabemos o que queremos. E este álbum exprime precisamente isso… nós como uma banda mais experimental, que apesar de uma certa idade continua fresca“, afirma Nuno Gonçalves.

 

 

Estas músicas novas são revestidas de uma sonoridade que, não perdendo o cariz identitário da banda, explora outros caminhos e aprofunda-se na vertente eletrónica. O resultado é um trabalho único e revigorante, que mistura várias influências, originando um disco vibrante, tingido a várias tonalidades e uma imagética muito própria que, ao vivo, se transforma num espetáculo que retrata todas as emoções vividas ao longo deste processo e que convida o público a dançar, vibrar, e celebrar o presente, vivendo-o.

 

 

Para o grupo o mais importante deste trabalho foi a experiência de poder trabalhar com Brian Eno e Flood. 

 

 

Penso que falamos a mesma linguagem. Sempre que não estávamos confortáveis com algo, discutíamos e surgia uma solução que resultava para os dois lados. Uma coisa que senti foi que o Brian e o Flood tinham esta confiança em nós. Eles queriam saber o que era importante para nós“, confessa Sónia Tavares, a vocalista. O Centro Cultural Vila Flor será uma das primeiras salas a testemunhar a interpretação deste novo álbum tão aguardado. Os bilhetes já estão à venda nas bilheteiras do Centro Cultural Vila Flor e da Plataforma das Artes e da Criatividade, bem como nas lojas Fnac e El Corte Inglês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.