Gritos, choradeira e uma verdadeira loucura no concerto de Melanie Martinez no Campo Pequeno

Melanie Martinez provocou esta terça-feira, uma verdadeira loucura no Campo Pequeno, que encheu de jovens, e menos jovens, para ver e ouvir a jovem norte-americana.

Melanie cedo se destacou e a ribalta chegou quando começou a apresentar as suas polémicas letras. O Campo Pequeno integrou assim a digressão ‘K-12’ e assistiu a uma verdadeira apresentação teatral bem conseguida. Visualmente o espectáculo é apelativo, Melanie conseguiu deixar em êxtase o público, durante todo o espectáculo.

Público esse que acampou na noite anterior à porta do Campo Pequeno e que nas horas antecedentes ao espectáculo criaram longas filas em redor desta sala de espectáculos.

A criatividade é mesmo uma das grandes qualidades de Melanie em palco, porque todo o espectáculo é cuidadosamente preparado e acaba por resultar em cheio. Desde gritos de histeria a lágrimas de comoção, Melanie provocou as mais díspares reacções no seu público.

Um início de noite poderoso e que certamente ficará na memória de todos os que ali estiveram.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6591 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.