João Moura Jr. após triunfo no Campo Pequeno: “Há faenas que apenas se sonham”

João Moura Jr. foi, ontem, um dos grandes (se não o maior) triunfadores da corrida de touros, realizada no Campo Pequeno.

Hoje, explicou o brinde da segunde lide a António Telles, Diego Ventura e João Moura.

Maestria, classicismo e raça. A inspiração perfeita.

Permitam-me uma breve explicação do meu brinde, de ontem, no meu segundo toiro a três maestros que se encontravam na bancada a assistir. Maestria, classicismo e raça, são três caraterísticas mágicas do toureio, nas quais baseei a minha lide. À mestria do meu Pai, ao classicismo de António Telles e à raça de Diego Ventura.
Há faenas que apenas se sonham, que se idealizam quando vês pinceladas de toureio por grandes figuras, e sabemos que essa é a essência que queres criar dentro de uma lide, de um toiro. Conseguir tirar o melhor de cada Maestro, colocar na minha cabeça e como que, com outras mãos, outras pernas e outros cavalos, conseguir chegar à altura do que idealizaste anteriormente.
Pensar em João Moura é sinónimo de temple e casta, em António Telles classe e verdade, e em Diego Ventura risco e improviso. São atributos como estes que me motivam, como ontem, no Campo Pequeno, a tentar recrear o que tinha idealizado. Obrigado a todos os aficionados pelo apoio, neste ano tão difícil. Juntos somos mais fortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.