Jorge Palma trouxe o calor da boa música, numa noite fria, ao edpcooljazz

_MG_7064

 

 

 

 

Numa noite ventosa, os Jardins do Marquês de Pombal, em Oeiras, acolheram Jake Bugg e Jorge Palma, dois espectáculos inseridos no Festival edpcooljazz.

 

 

 

 

Jake Bugg promoveu uma verdadeira histeria nas fãs adolescentes, que assim que o cantor entrou em palco desataram numa louca correria para junto do palco e de telemóvel em punho. O cantor inglês veio a Oeiras apresentar alguns dos temas mais conhecidos e que fazem dele um verdadeiro fenómeno. Bugg é um compositor e intérprete e qualidade mas a versão voz e guitarra que trouxe a Oeiras não foi a mais aconselhável. Sem banda, a sua voz é nua e crua, os graves não soam bem e o concerto torna-se difícil de ouvir. Uma pena, pois talento não lhe falta. Contudo o público gostou e aplaudiu bastante o artista, tendo também, posteriormente, Jorge Palma dito que “Jake Bugg é bom”, durante o concerto.

 

 

 

 

 

 

Jorge Palma deu um ‘concertão’ no edpcooljazz. Apresentou “Só”, um disco editado à 26 anos e que agora regressa aos grandes palcos. Neste disco, Jorge Palma faz um apanhado dos maiores êxitos da sua discografia entre 1975 e 1991. Em palco e a “sós” com um piano, Jorge Palma tem um companheiro que parece nunca o abandonar: o talento. Os improvisos ao piano, a voz que nos transporta para um espaço entre a boémia e uma panóplia de sentimentos, e um sentido de humor peculiar, fazem sentir que com ele em palco, o tempo voa, voa demasiado rápido. Era bom que o tempo parasse quando Palma sobe a um palco, porque o seu génio tem que ser apreciado e degustado por largos períodos de tempo.

 

 

 

 

 

 

“Na terra dos sonhos”, “Deixa-me rir”, “Canção de Lisboa”, “Estrela o Mar”, “Bairro do Amor”, “Jeremia, o Fora da Lei”, “Frágil”, “A gente vai continuar”, foram alguns dos sucessos que levou a Oeiras. O público queria mais e obrigou o artista a encore. Mais trÊs temas para apreciar o talento de um artista único.

 

 

 

Fotografias: Alfredo Matos

 

 

 

_MG_6656

 

_MG_6676

 

_MG_6869

 

_MG_6972

 

_MG_7024

 

_MG_7296

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6699 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.